Tether (USDT), maior stablecoin do mundo, viu seu preço abaixo de US$ 1 na quinta-feira (12) em meio ao pânico no mercado de criptomoedas.

O token, que deve ser atrelado de 1 para 1 ao dólar americano, chegou a 95 centavos em algumas exchanges durante a madrugada.

O declínio do Tether veio depois que terraUSD, uma stablecoin diferente, caiu abaixo de 30 centavos na quarta-feira, o que levou a temores de um possível contágio em todo mercado.

Vijay Ayyar, chefe internacional da exchange de criptomoedas Luno, disse à CNBC que o movimento pelo tether provavelmente foi “medo motivado pela especulação” resultante das consequências da queda da UST.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".

Stablecoins são criptomoedas projetadas para servir como uma boa reserva de valor para os quais os investidores podem recorrer em tempos de volatilidade do mercado. 

Tether e USDC, as duas maiores stablecoins, devem ser apoiadas por uma quantidade suficiente de dinheiro mantida em uma reserva para garantir que os depositantes possam receber seus dólares quando quiserem fazer uma retirada.

Mas há muito tempo há preocupações se o Tether realmente tem ativos suficientes para fazer backup de sua pretensão de US$ 1. 

A Tether, a empresa de mesmo nome, disse anteriormente que todos os seus tokens eram lastreados 1 para 1 por dólares mantidos em uma reserva.

No entanto, foi revelado que o Tether dependia de uma série de outros ativos, incluindo papel comercial, uma forma de dívida de curto prazo e sem garantia, para apoiar seu token. 

Desde então, o Tether reduziu a quantidade de papel comercial em suas reservas e diz que planeja reduzir ainda mais suas participações ao longo do tempo.

Mais cedo na quinta-feira, o diretor de tecnologia da Tether, Paolo Ardoino, insistiu que os detentores de tether sempre receberiam US$ 1 ao resgatar seus tokens.

Cerca de 300 milhões de tokens de tether foram retirados nas últimas 24 horas “sem uma gota de suor”, ele twittou.

Fonte: CNBC