O que é Tesouro IPCA?

O Tesouro IPCA é um dos títulos públicos acessíveis ao público no programa do Tesouro Direto. Seus rendimentos estão atrelados ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Por acompanhar sua variação, o ativo garante ganhos acima da média aos seus diferentes tipos de investidores. Apesar de não sofrer desvalorização, ele pode ter retornos maiores ou menores.

Outro diferencial deste título público é que ele conta ainda com uma rentabilidade híbrida. Pois, possui também um acréscimo pré-fixado, o juros real definido no momento de sua contratação.

Isso faz com que o Tesouro IPCA seja considerado tanto pré-fixado, quanto pós-fixado.

Uma de suas maiores vantagens é a certeza de que o retorno será acima da inflação, garantindo que o capital do investidor não seja desvalorizado no decorrer de seu prazo.

Desse modo, mesmo que não seja possível prever o retorno, você sabe que ele será positivo. Atualmente conhecido como IPCA+, sua antiga denominação de mercado era NTN-B Principal. 

Mas, desde sua criação o propósito do investimento continua sendo o mesmo: a captação de recursos financeiros para financiar as atividades da União.

Ou seja, quem investe no Tesouro Direto, incluindo o IPCA, nada mais faz do que um empréstimo ao Governo. Em troca do recebimento que pode ser até de juros semestrais.  

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como Funciona o Tesouro IPCA?

Através do programa do Tesouro Direto, é possível encontrar os 2 tipos de IPCA+. Cada uma das modalidades possui características que refletem em sua rentabilidade, são elas:

  1. Tesouro IPCA+ com juros semestrais: para quem deseja uma remuneração regular, este é o ativo mais indicado pois, paga aos seus investidores juros a cada 6 meses;
  2. Tesouro IPCA+: este título fornece seus retornos apenas na data de vencimento e é considerado de médio a longo prazo, ideal para investimento de quantias sem intenção de uso imediato.

O primeiro título possui a vantagem de não ser preciso esperar o seu vencimento para obter lucros. Uma ótima opção para aqueles que precisam de recorrência nos lucros. 

Por exemplo, aposentados, autônomos que possuem uma renda bastante variável, para investir em ações ou fundos imobiliários, etc. Esse título, antigamente, era denominado como NTN-B.

Já o segundo título, antes conhecido como NTN-B Principal, pode ser considerado mais vantajoso por não oferecer resgates contínuos. Com isso, seus juros compostos se tornam mais atrativos.

Quais as Vantagens do IPCA+?

Bastante atrativo dentro do mercado de renda fixa, o Tesouro Direto IPCA oferece aos seus investidores os seguintes benefícios: 

  • Diversificação: por ser um ativo com valores acessíveis, que facilmente permite a diversificação da carteira de investimentos fornecendo rendimentos estáveis e seguros protegidos da desvalorização de capital;
  • Segurança: os títulos do Tesouro Direto, em geral, são considerados uns dos ativos mais seguros devido ao fato de seu capital ser emprestado ao Governo e as chances deste quebrar serem pequenas;
  • Liquidez: pois, o Tesouro IPCA permite que o investidor faça o resgate do capital a qualquer momento, algo que não é oferecido em todos os ativos de renda fixa.

Quando falamos que um país não quebra é porque este tem o poder de emitir mais moeda sempre que necessário. Algo que uma instituição financeira não está permitida a fazer.

Apesar de nem sempre isso indicar algo positivo para a economia do país, o Governo ainda detém esse direito.

Quais são os Custos e Riscos do Tesouro IPCA?

Os custos de investimento do Tesouro IPCA seguem a mesma linha que todos os demais ativos oferecidos pelo Tesouro Nacional através de seu programa para captação de recursos. São eles:

São tributações básicas mas que não causam significativas reduções em seu potencial. Já em relação aos riscos que esse título público federal oferece, temos:

  • Aquele de mercado traduzido pelas oscilações que alteram o valor dos títulos dentro do mercado, onde em caso de vendas antecipadas, o investidor fica a mercê desse mercado;
  • Os de inadimplência, mas conhecidos como risco de crédito que podem ser atrasos ou não realização do pagamento aos investidores.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o que é Tesouro IPCA, consulte o artigo completo sobre Tesouro Direto IPCA.