Existe uma lista de empresas nos Estados Unidos que são chamadas de grandes demais para quebrar, o que inclusive deu nome ao filme “Too big to fail”.

São empresas muito importantes para o país e caso aconteça alguma coisa com ela, isso causaria uma reação em cadeia muito grande em diversas outras companhias.

Por consequência, essas empresas seriam alvos de resgates via Estado para que não quebrem, tal qual ocorreu com diversos bancos nos Estados Unidos em 2008, na crise do subprime.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.

Um caso recente é a Evergrande, empresa de negócios imobiliários na China, que vem passando por muitas dificuldades.

O governo chinês tem feito de tudo para ajudar, porque caso ela quebre isso causaria prejuízo para o país todo.

Hoje no mercado cripto também temos esses ativos. Bitcoin e Ethereum por exemplo são alguns deles.

Bitcoin e Ethereum Podem Quebrar

Criptomoedas como o Bitcoin e Ethereum podem quebrar, mas fique tranquilo. Não há nada de errado acontecendo com esses dois ativos.

Pelo contrário, apesar da situação macroeconômica global que estamos passando, quando olhamos para os fundamentos dessas duas criptos, eles nunca estiveram tão fortes.

E isso é muito importante nesse momento, porque os preços, sim, estão em níveis baixos, mas muito mais devido ao contexto econômico que vivemos do que pelo próprio mercado cripto.

No entanto, não podemos falar isso de todas as criptos. Algumas parecem ser muito robustas e sólidas a um primeiro olhar, porém com o teste do stress não resistem.

Esse foi o caso da Terra LUNA e sua stablecoin descentralizada UST.

Já falamos aqui sobre ela e como o protocolo era um dos mais promissores do mercado.

Eu mesmo gostava do ativo.

Porém essa semana a Luna não passou por um teste mais crítico e colapsou.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.

Por que a Criptomoeda Luna Caiu?

Tudo começou com a perda do pegging do UST, ou seja, a cripto perdeu a paridade com o dólar, por uma forte pressão vendedora no protocolo Curve.

O sistema da Terra LUNA funciona com uma operação de arbitragem, sendo assim, quando o UST perde o pegging, automaticamente, o protocolo tenta restabelecer o preço.

Acontece que ele falhou. Isso fez com que o preço do UST chegasse a 0,60 centavos de dólar, levando os detentores de UST a trocarem pelo token LUNA.

Essa reação em cadeia puxou o ativo drasticamente.

O preço de Terra LUNA caiu mais de 80% em menos de 2 dias e várias corretoras "desligam" a blockchain da criptomoeda.

Como Diminuir o Risco da sua Carteira de Cripto

A grande lição para aqueles que estão começando no mercado cripto é que temos que entender que os projetos podem dar errado.

Daí a importância da diversificação.

Um grande acerto pode muito mais do que pagar vários pequenos erros.

Isso é a convexidade.

Se não estivéssemos passando por esse momento turbulento do mercado, a Luna poderia ter conseguido evoluir e estruturar melhor todo o sistema e suas reservas, eliminando suas falhas.

Mas isso é uma incógnita. Nunca saberemos.

A história é o que é e não o que poderia ter sido.

Por isso, quando montamos nossa carteira temos que levar em consideração uma série de fatores.

É assim que permitimos, quando perdemos, perdemos pouco e quando ganhamos, ganhamos muito.

A verdade é que o caso da Terra Luna não é o primeiro e nem o último erro na nossa história.

O mercado cripto é um celeiro de novas tecnologias e projetos sendo testados todos os dias.

E a magia desse mercado e essa possibilidade de descobrir o novo.

O ônus é a possibilidade de casos como esse que aconteceu essa semana.

Estamos certos de uma coisa: o mercado não vai parar de crescer e avançar em novas tecnologias, mas muitas delas vão falhar.

Não estamos livres de investir em um projeto que não dê certo.

O momento do mercado é de achar proteções e de comprar boas criptos baratas.

E quando a maré virar, as recompensas vem junto.

Vamos juntos! Forte Abraço

Informe o DDD + 9 dígitos