O protocolo Terra (LUNA) desmoronou em poucos dias depois que sua stablecoin algorítmica TerraUSD perdeu sua indexação ao dólar, mas a rede está de volta em sua versão 2.0.

No dia 25 de maio de 2021, os usuários da Terra aprovaram a proposta do fundador da blockchain para uma reformulação da antiga rede e sua criptomoeda para a criação de uma nova, chamada de Terra 2.0.

O lançamento ocorreu no sábado (28), mas foi permeado por incertezas dos investidores, já que é praticamente uma cópia da antiga blockchain que deu errado.

A nova criptomoeda Terra (LUNA) herda o mesmo nome da sua extinta conterrânea que agora passa a se chamar “LUNA classic” sob o código de negociação “LUNC”

Será que o renascimento da Terra (LUNA) dará certo?

Conheça as principais mudanças da nova criptomoeda e como tudo isso vai funcionar.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".

O Que Aconteceu Com o Antigo Projeto Terra LUNA?

Os projetos TerraUSD (UST) e LUNA administrados pela Terraform Labs desmoronaram no início de maio de 2021.

A stablecoin TerraUSD "se desvinculou" do dólar durante um período turbulento para ativos digitais e mercados financeiros em geral, derrubando também sua criptomoeda irmã, LUNA.

TerraUSD era uma stablecoin algorítmica. Dependia do código e do token LUNA para manter um valor de US$ 1. 

Mas à medida que os preços das moedas digitais caíram, os investidores fugiram da stablecoin, derrubando o UST.

Para manter a paridade com o dólar, a rede começou a emitir mais criptomoedas LUNA. 

Com a maior quantidade de moedas, a cripto foi ao fundo do poço também.

Antes de ser desfeita, a TerraUSD era a terceira maior stablecoin do mundo, mas caiu para US$ 0,30, enquanto LUNA afundou mais de 97%. 

As fraquezas no design do token provocaram uma perda de confiança no projeto que viu bilhões desaparecerem do mercado em menos de uma semana.

Na tentativa de salvar o projeto, o fundador do blockchain, Do Kwon, apresentou um novo "plano de revitalização" para o ecossistema.

O hard fork foi votado pela comunidade e a nova blockchain Terra 2.0 foi lançada em 28 de maio.

A antiga cadeia passou a ser apelidada de "Terra Classic" com seu token renomeado com seus tokens convertidos em “LUNA classic” sob o código de negociação “LUNC”. Além disso, a TerraUSD (UST) deixou de existir. 

Sob a proposta, as pessoas que detêm LUNA na cadeia Classic receberão um airdrop do novo token LUNA, assim como os desenvolvedores do blockchain e os detentores de UST. 

O Que é Terra 2.0

Terra 2.0 é a nova blockchain da Terra Luna, que tem como criptomoeda nativa a Terra (LUNA).

Argumentando que “Terra não é apenas UST”, o fundador e CEO do protocolo, Do Kwon, apresentou um plano de renascimento do projeto. 

Sem entrar em detalhes de como o plano mudou ao longo de algumas semanas, a comunidade Terra e os validadores votaram e aceitaram a proposta.

Sendo que 65,5% dos que votaram aprovaram a proposta, 20,98% se abstiveram de votar e 13,20% rejeitaram.

A nova cadeia Terra foi lançada neste sábado (28) pelos mesmos criadores do protocolo anterior.

Como Funciona a Terra 2.0

Nomeada de Phoenix-1, a rede principal do Terra 2.0 foi lançada dia 28 de maio de 2021.

Como uma forma de tentar aumentar o engajamento da rede, os desenvolvedores propuseram um airdrop de Terra, um mecanismo de doação que deposita novas criptomoedas na carteira dos investidores da Luna Classic e UST.

Este é um esforço para recompensar os antigos investidores.

Entre eles, 30% terão seus tokens liberados instantaneamente e outros 70%, de forma gradual durante dois anos.

A divisão foi feita levando em conta o dia 7 de maio e da seguinte forma:

  • 35% das novas criptomoedas irão para os membros da comunidade que tem tokens LUNA em sua carteira desde antes do ataque de 7 de maio;
  • 30% das novas criptomoedas irão para o pool de liquidez da rede;
  • 10% das novas criptomoedas para os investidores que recebiam staking (uma espécie de “dividendos” no universo das criptomoedas) no protocolo Anchor;
  • 10% das novas criptomoedas para os investidores que tiverem LUNA em suas carteiras após o crash de 7 de maio;
  • 15% das novas criptomoedas para os investidores que tiverem UST em suas carteiras após o crash de 7 de maio.

Histórico de Preços LUNA

Os novos tokens LUNA foram negociados inicialmente em 28 de maio e chegaram a atingir um pico de US$ 19,53.

Mas o lançamento não correu bem e apenas algumas horas depois caíram para US$ 4,39.

Após derreter mais de 70%, o Terra 2.0 se recupera das perdas aos poucos se estabelecendo a um preço de cerca de US$ 6.

Variação de preço token LUNA nos últimos 7 dias
Variação de preço token LUNA nos últimos 7 dias. Fonte: Crypto.com

Grandes exchanges como Binance, FTX, Crypto.com, Huobi Global e Bybit anunciaram suporte para a nova Terra (LUNA). Gate io, Bitrue e Kucoin também pretendem fazer a listagem.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".

Terra 2.0 Vale a Pena?

Os analistas estão profundamente céticos sobre as chances de o blockchain revivido da Terra ser um sucesso. 

O protocolo da nova Terra praticamente é uma cópia da antiga blockchain que deu erradone não resolve um problema do universo digital como outros projetos.

Ele ainda terá que competir com uma série de outras redes chamadas de “camada 1'', a infraestrutura que sustenta criptomoedas como ethereum, solana e cardano.

Agora, se pretende comprar em alguma das exchanges na qual a LUNA será listada, a dica é esperar. 
O projeto ainda não tem um direcionamento claro e existem problemas de gestão herdados do antigo protocolo.