Tenda (TEND3) Testa Limite de Alta de Preço de Imóveis
| ,

Tenda (TEND3) Testa Limite de Alta de Preço de Imóveis

A Tenda vai apostar, ao longo dos anos, na substituição do aço por outros materiais, com o objetivo de redução de custos.

Por
Atualizado em 07/05/2021

A construtora Tenda (TEND3) vai testar qual o limite possível de aumento de preços de imóveis sem que haja perda de velocidade de vendas e volume comercializado, segundo o diretor financeiro e de relações com investidoresRenan Sanches, em teleconferência com analistas e investidores nesta quinta-feira sobre os resultados do primeiro trimestre.

Mais cedo, o executivo informou que houve um “aumento tímido” de preços de imóveis no primeiro trimestre, o que compensou, parcialmente, a alta de custos de materiais de construção, como o aço. Nos próximos meses, isso tende a continuar a ocorrer.

Banner will be placed here

A Tenda vai apostar, ao longo dos anos, na substituição do aço por outros materiais, com o objetivo de redução de custos.

Segundo o diretor, a companhia dará início à substituição de aço por fibra de vidro em prédios baixos. No médio e longo prazos, a construção industrializada também permitirá a redução de custos.

No primeiro trimestre, a Tenda revisou seu orçamento de obras, em função da alta de custos de materiais.

Com isso, a margem bruta caiu de 30,7%, para 29,7%, enquanto a margem bruta ajustada passou de 31,8% para 31,1%.

A Tenda ainda tem expectativa de pressão de custos com mão de obra a partir deste mês, quando ocorre o dissídio dos salários dos trabalhadores da construção civil.

Como ser Sócio dos Melhores Negócios? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Empresas para Investir”.

Segundo o presidente da companhia, Rodrigo Osmo, 66% da mão de obra da Tenda é direta, o que permite atenuar parte dos custos em relação a um cenário em que a maior parte fosse contratada por meio de empreiteiros.

Mercados

A Tenda tem resgatando sua participação de mercado em São Paulo, segundo o diretor financeiro e de RI.

Ele ressaltou que o maior desafio estratégico do modelo tradicional de atuação da Tenda, chamado de “on-site” pela companhia, para continuar a ter expansão de 10% a 15% ao ano era crescer em São Paulo.

Como ser Sócio dos Melhores Negócios? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Empresas para Investir”.

No primeiro trimestre, as vendas cresceram 41% na Região Metropolitana de São Paulo, na comparação anual. Os preços dos imóveis foram elevados em 4%.

Resultado da Tenda no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado da Tenda (TEND3) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 05 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 36,9 milhões no 1t21, uma alta de 109,5% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Tenda atingiu R$ 85,4 milhões no 1t21, apresentando crescimento de 103,7% na comparação com o 1t20.

A margem Ebitda da Tenda totalizou 14,2% no 1t21, apresentando crescimento de 4,1 ponto percentual na comparação com o 1t20. 

A Margem líquida da Tenda atingiu 6,0% no 1t21, apresentando crescimento de 1,8 ponto percentual na comparação com o 1t20.

As ações da Tenda (TEND3) acumulam queda de 1,07% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 22,36% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Abecip.org

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE