O que é Taxa Forward?

A Taxa Forward é o termo usado para taxações feitas em contratos financeiros que serão iniciados em uma data futura. Ou seja, uma taxa futura, como também é chamada.

Seu funcionamento é basicamente o mesmo de uma Taxa a Termo. Ambas são taxas que representam futuras operações, comuns a contratos com datas estipuladas para o futuro, tais como:

Para entender melhor o que é Taxa Forward, é importante falarmos ainda da Taxa Spot. Um tipo de taxa à vista, definida no momento da data de negociação até uma data futura.

A principal diferença entre elas é o tempo que existe entre a data em que é acordada e aquela na qual entrará em vigor. Na Taxa Forward, existe um período entre o acordo da taxa e sua incidência.

Já a Taxa Spot começa a valer exatamente no momento em que é combinada. Daí surge o nome de ambas, spot significa “à vista” e forward “à frente”, no inglês.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como Funciona a Taxa Forward?

A Taxa Forward funciona de maneira contrária as Taxas Spot, ou seja, ela é aplicada quando o investidor não quer:

  • Ter que aguardar prazos específicos para lucrar;
  • Que seu investimento comece na data presente. 

Logo, essa taxa futura é usada para possibilitar negociações intermediárias. Para entender melhor como ela funciona, iremos analisar primeiro como as taxas à vista funcionam.

Considere então uma aplicação financeira que possua os seguintes prazos e taxas de remuneração:

  • D+30 = 4% - ao esperar 30 dias para realizar um resgate, o investidor receberá remuneração de 4% com sua aplicação;
  • D+90 = 8% - ao esperar 90 dias para realizar um resgate, o investidor receberá remuneração de 8% com sua aplicação;
  • D+150 = 12% - ao esperar 150 dias para realizar um resgate, o investidor receberá remuneração de 12% com sua aplicação.

Esses valores são considerados a partir da data presente em que um contrato financeiro foi firmado até o vencimento do título.

Imagine agora que você deseja que a data do investimento passe a valer a partir do dia 10 (D+10) com uma taxa de remuneração de 3%.

Ao aplicar um vencimento de 30 dias, a taxa Forward considera que o resgate poderá ser feito daqui a 40 dias a partir de hoje, ou seja, D+40. 

Como é possível ver, apesar de serem diferentes, as taxas Spot e Forward possuem uma relação entre si. Já que em uma negociação intermediária, você  encontra ambas as taxas.

Em geral, a Taxa a Termo é usada como um meio de proteger acordos financeiros feitos com antecedência em relação a uma aplicação futura. O que a torna seu uso comum:

  • Em uma Operação Estruturada de Volatilidade da Taxa de Juros Forward;
  • Como uma ferramenta de Hedge.

Quando a Taxa Forward é Aplicada?

A Taxa Forward tem grande apelo em termos de proteção cambial, por isso é muito comum de ser aplicada no Mercado Forward, ou seja, o Mercado Futuro.

Por exemplo, digamos que você é um produtor de algodão, um produto mundialmente utilizado. Devido a essa demanda em escala global, você pode tornar-se um exportador dessa matéria-prima.

Mas, isso exige que você utilize diferentes moedas nos seus contratos de exportação. Logo, essa taxa futura é aplicada como meio de proteger seu capital das variações cambiais ocorridas diariamente no mercado.

Independentemente da moeda escolhida, a aplicação da taxa protege seu capital. Para que isso seja possível, é preciso apenas firmar um período desejado para sua aplicação em uma data futura.

Portanto, a Taxa Forward reduz riscos ao quebrar os convencionais prazos das taxas spot. Mas, é preciso entender como funcionam os pontos da curva de juros para atuar com ela.