O que é seguro prestamista?

Seguro prestamista é um tipo de seguro que tem por objetivo garantir a quitação de uma dívida por parte do segurado no caso de sua morte, invalidez ou desemprego involuntário.

Esse é um tipo de seguro que visa proteger a parte credora, pois é esta a primeira beneficiária deste tipo de seguro.

Sendo assim, o seguro prestamista permite ao segurado contar com a tranquilidade de ter a sua dívida quitada, independentemente do tipo de imprevisto que aconteça.

Obviamente, o tipo de evento coberto pelo seguro deve estar registrado na apólice do seguro.

Essa modalidade de seguro surgiu para garantir proteção adicional àqueles que têm prestações para pagar e não têm patrimônio para oferecer como garantia.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o seguro prestamista?

Sempre que alguém adquire um bem por meio de um financiamento, ou obtém um crédito em alguma instituição financeira, existe um risco de inadimplência, mesmo que mínimo. 

Sendo assim, o seguro prestamista visa oferecer uma solução para esse risco.

Esse tipo de seguro é uma modalidade que concede ao segurado a quitação total ou parcial de sua dívida junto à empresa ou instituição credora em casos de impossibilidade de pagamento das parcelas.

O seguro prestamista concede uma proteção extra para quem comprou um bem de forma parcelada, pois evita que ocorra sua perda caso os pagamentos das parcelas sejam interrompidos.

Sendo assim, o seguro prestamista beneficia, em primeiro lugar, o credor, que recebe os valores referentes ao que falta ser pago, e, depois, ao cliente que tem sua dívida quitada. 

Suponhamos que você tenha contraído um empréstimo de R$50 mil e tenha contratado um seguro prestamista para garantir o pagamento da dívida em qualquer momento do tempo.

Ao aceitar a cobertura do seguro prestamista, você vai pagar o valor do seguro todos os meses, junto com a prestação ou parcela do financiamento. 

Dessa forma, o preço do seguro é diluído nas prestações ou mensalidades.

Vale lembrar que o valor também pode ser pago de uma vez só

Com isso, se o segurado conseguir uma grana extra para quitar a sua dívida ou cancelar o seguro por algum motivo, a empresa devolve para ele o retorno proporcional do que não foi usado.

Caso se concretize um dos riscos previstos na apólice, como desemprego ou morte do titular, a dívida será totalmente quitada.

O seguro prestamista também pode ser contratado para garantir um valor acima da dívida contraída. 

Na hipótese de ocorrer um dos riscos previstos na apólice, a dívida será integralmente quitada com o credor e o saldo remanescente pago ao beneficiário indicado pelo segurado

O que é coberto pelo seguro prestamista? 

Basicamente, o seguro prestamista pode ser acionado nos casos de morte do segurado, de invalidez temporária ou permanente, da perda do emprego ou da renda de forma inesperada.  

Assim, caso ocorra alguma dessas situações relatadas em contrato, a seguradora efetua a quitação dos débitos junto à empresa ou instituição credora.

Como resultado, o segurado não corre o risco de deixar sua família em situação pior, na qual seria obrigada a assumir as prestações da dívida feita. 

Porém, nem sempre o pagamento da dívida é integral.

Em casos de desemprego involuntário ou incapacidade momentânea, a garantia é de pagamento de três a seis prestações, a depender do período de afastamento. 

É apenas nos casos de falecimento, ou invalidez total que o seguro prestamista irá fazer a quitação total da dívida. 

Como fazer o seguro prestamista?

Fazer um seguro prestamista é muito simples. Geralmente o serviço é oferecido pelas próprias empresas ou instituições que concedem o crédito ou financiamento.

Ou seja, você não precisa procurar diretamente uma seguradora, pois a empresa, loja ou banco pode ter uma seguradora parceira e fazer o seguro prestamista na hora do financiamento.

O preço do seguro pode variar de acordo com critérios como a idade do segurado, o número de parcelas da dívida, além do valor do financiamento ou do empréstimo. 

Por se tratar de uma espécie de seguro de vida em grupo, ele costuma ter um custo mais baixo e atrativo.