O que é SEBRAE?

Sebrae é a sigla para Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, sendo uma entidade com objetivo de fomentar o empreendedorismo no Brasil. 

A instituição foi criada em 1972, com a visão de ser uma referência como suporte às pequenas e médias empresas.

No início, o Sebrae era vinculado ao governo federal. 

Em 1990, com a publicação da Lei 8.029/90 e da Lei 8.154/90, a entidade passou a operar como uma instituição privada sem fins lucrativos, nos moldes de um serviço social autônomo.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o SEBRAE?

No geral, o Sebrae atua para oferecer conhecimentos operacionais e técnicos para que micro e pequenas empresas se fortaleçam no mercado e atuem de forma profissional. 

Tudo isso é feito por meio de cursos, palestras, consultorias, programas e outros tipos de atividades desenvolvidas junto com as empresas, buscando fomentar o empreendedorismo no país.

O Sebrae está situado em várias regiões do país. Existem sucursais do Sebrae em todos os Estados brasileiros, inclusive no Distrito Federal, oferecendo, assim, abrangência nacional. 

Há uma unidade coordenadora central e mais 27 unidades regionais, todas administrativamente autônomas, além de pontos locais de atendimento em municípios estratégicos.

A entidade, dessa maneira, presta consultorias para que os empreendedores tirem suas dúvidas e saibam cumprir todas as etapas do negócio.

A instituição pode ajudar as empresas em qualquer etapa do seu desenvolvimento, desde a sua abertura, oferecendo auxílio para a obtenção de crédito e microcrédito, até o planejamento e a execução da gestão financeira e outros projetos.

Todo o trabalho do Sebrae ocorre nos moldes de uma parceria entre o governo e a iniciativa privada. 

Isso porque boa parte dos recursos que sustentam o Sebrae e permitem sua atuação são provenientes de um pequeno desconto sobre a folha de pagamento das empresas brasileiras.

Esse recurso é repassado pelo Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Quem pode procurar o Sebrae?

O Sebrae é aberto para todas as demandas dos empreendedores

Qualquer pessoa pode procurá-lo para obter informações sobre as documentações necessárias para montar uma empresa e como abrir o próprio negócio.

A instituição também é acessível para quem quer estruturar um plano de ação para sua empresa e tomar melhores decisões. 

Dessa forma, o Sebrae também auxilia aqueles que já estão bem estruturados e buscam soluções para maximizar o negócio.

A partir da atuação da entidade é possível obter instruções de como mudar de posicionamento, dicas de estratégias de marketing, entre outras coisas mais.

Sendo assim, caso tenha uma ideia de negócio e gostaria de uma ajuda para estruturá-la, o Sebrae é uma boa opção para começar a tirar do papel o empreendimento.

Quais os setores que o Sebrae atende?

O Sebrae faz um trabalho bastante amplo na assessoria dos pequenos e médios empreendedores brasileiros.

Os setores que a entidade pode abranger em seus serviços são:

  • Indústria;
  • Comércio;
  • Agronegócio.

Indústria

O Sebrae desenvolve ações coletivas com pequenos negócios industriais, reunidos em arranjos produtivos locais, núcleos setoriais, encadeamentos com grandes empresas e outras formas de cooperação.

Comércio e Serviços

O Sebrae atua na capacitação dos empresários e na integração cooperativa que proporcionam qualificação, modernização e aumento da competitividade. 

Essa estratégia de apoio contempla diversos segmentos do setor, como redes de pequenas mercearias e mercados, farmácias e centros gastronômicos.

Além dos segmentos tradicionais do comércio, o Sebrae incentiva setores com potencial emergente e aposta no desenvolvimento de novos negócios e formatos comerciais. 

Agronegócio

A atuação do Sebrae no agronegócio prioriza o atendimento coletivo de empreendedores rurais, com enfoque na profissionalização da gestão das empresas cujas atividades se concentram no campo. 

O objetivo é elevar a cooperação, a produtividade, a competitividade, a qualidade dos produtos e o acesso aos mercados.