O Santander (SANB11) obteve R$ 750 milhões (US$ 150 milhões) junto à IFC, instituição do Banco Mundial voltada ao setor privado em mercados emergentes, para oferecer crédito a micro, pequenas e médias empresas e a profissionais da área de saúde no País.

De acordo com o banco, os recursos serão aplicados em linhas de financiamento para médicos, hospitais, clínicas, laboratórios, pequenos fornecedores e profissionais autônomos.

As destinações irão da modernização do atendimento à compra e manutenção de equipamentos.

Trata-se do primeiro empréstimo social da IFC no setor de saúde da América Latina e Caribe.

O projeto é parte do Global Health Plataform (GHP), programa de US$ 4 bilhões da instituição voltado a reduzir lacunas em serviços de saúde, especialmente após a pandemia da covid-19.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"O aporte da IFC nos permitirá aumentar a oferta de financiamento para MPMEs e profissionais da saúde e estimular o desenvolvimento dos serviços por meio do aumento da disponibilidade de equipamentos médico-hospitalares", diz André Novaes, diretor da Santander Financiamentos.

"Isso ajudará a modernizar e ampliar a cobertura da assistência médica em todo o País em um momento de pressão sobre o sistema de saúde".

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

O banco destaca que embora sejam a base do sistema público de saúde do Brasil, as MPMEs têm menos tecnologia à disposição que outros serviços de saúde.

"Uma das prioridades estratégicas da IFC no Brasil é apoiar o acesso a serviços de saúde acessíveis e de qualidade.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Dada a pandemia global, o papel do setor privado será fundamental para preencher a lacuna nos atendimentos e apoiar as MPMEs de saúde na ampliação do seu alcance", afirma Carlos Leiria Pinto, gerente-geral da IFC no Brasil.

"Estamos otimistas de que o empréstimo da IFC terá um efeito catalisador, incentivando outras emissões de empréstimos sociais, e, ao mesmo tempo, expandindo o acesso à tecnologia médica e impulsionando o ecossistema nacional de saúde", complementa Leiria.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado do Santander no Quarto Trimestre de 2021

resultado do Santander (SANB11) no quarto trimestre de 2021 (4t21), divulgado no dia 02 de fevereiro, registrou lucro líquido de R$ 3,9 bilhões no 4T21, apresentando retração de -1,9% na comparação com o mesmo período de 2021.

A margem financeira bruta do Santander totalizou R$ 14,1 bilhões no 4T21, apresentando crescimento de 14,1% na comparação com o 4T20.

Índice de Basiléia do Santander em dezembro de 2021, totalizou 14,9%, apresentando crescimento de 0,6 ponto percentual na comparação com setembro de 2021.

As ações do Santander (SANB11) acumulam alta de 2% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 0,68% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.