O Santander Brasil (SANB11) foi condenado em segunda instância a pagar indenização de R$ 275 milhões por danos morais coletivos, em uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

O banco afirma que vai recorrer da decisão.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A condenação foi mantida pela 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, em ação que investiga supostas metas abusivas, adoecimentos mentais e assédio moral a funcionários do banco.

Uma das determinações é de que o Santander não adote tais metas, e que não permita práticas que configurem assédio moral, como humilhações, xingamentos e ameaças de demissão.

As decisões são aplicáveis a todas as agências do banco.

No acórdão, o desembargador do Trabalho Dourival Borges de Souza Neto afirma que depoimentos transcritos na sentença dão "nítida ideia do abalo emocional e psíquico impingido pela sistemática organizacional de fixação de metas de produção, mediante cobrança truculenta pelos gestores, seja diretamente ao empregado ou por meio de reuniões com exposição vexatória".

O MPT ajuizou, em 2014 e 2017, ações civis públicas contra o Santander.

Após avaliações, o órgão judiciário concluiu que os bancários do Santander teriam "níveis extremos" de sofrimento causados por práticas inadequadas no ambiente de trabalho.

Em 2019, o juiz Gustavo Chebab, da 3ª Vara do Trabalho de Brasília, julgou as ações como parcialmente procedentes.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Procurado, o Santander informou que vai recorrer, e que acredita que a decisão, que não é definitiva, será reformada pela instância superior da Justiça do Trabalho.

O banco destacou que a decisão da segunda instância não foi unânime, com dois dos juízes votando pela absolvição.

"O Santander recebeu com surpresa a decisão, visto que os julgadores reconhecem as práticas da instituição no combate a qualquer tipo de assédio ou discriminação, como, aliás, já havia feito o juiz de primeiro grau", disse a instituição.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado do Santander no Primeiro Trimestre de 2022

resultado do Santander (SANB11) no primeiro trimestre de 2022 (1t22), divulgado no dia 26 de abril, registrou um lucro líquido gerencial de R$ 4,0 bilhões no 1T22, apresentando alta de 1,3% na comparação com o mesmo período de 2021.

A margem financeira bruta do Santander Brasil totalizou R$ 13,9 bilhões no 1T22, apresentando crescimento de 3,8% na comparação com o 1T21.

Índice de Basiléia do Santander Brasil em março de 2022, totalizou 14,7%, apresentando baixa de -0,2 ponto percentual na comparação com dezembro de 2021.

As ações do Santander (SANB11) acumulam alta de 3,48% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 21,42% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.