Em junho, cerca de 40% das compras com cartões no e-commerce foram realizadas com o uso de cartões virtuais, de acordo com levantamento do Santander Brasil (SANB11) em sua base de clientes.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O banco, que chama esse produto de cartão online, afirma que o crescimento foi de sete pontos porcentuais em um ano, e de 13 p.p. em relação a janeiro de 2021.

Os cartões virtuais são gerados para a utilização em plataformas online, geralmente com numeração e código de segurança distintos do cartão físico, o que reduz a chance de clonagem, por exemplo.

No caso do Santander, cerca de 60% dos clientes habilitaram seus aplicativos para gerar o cartão online, segundo o banco.

"O aumento do uso do cartão só comprova que as pessoas perceberam esse diferencial. A modalidade tem um número diferente do físico e com um código de segurança (CVV) dinâmico, que muda de tempos em tempos e evita fraudes", afirma Rogério Panca, diretor de cartões e pagamentos digitais do Santander.

A instituição afirma ainda que os clientes que mais acionam os cartões online têm menos de 40 anos, e residem nas regiões Sul e Sudeste.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Os bancos têm incentivado o uso do cartão virtual ou online por parte dos usuários.

Além de reduzir as chances de roubo das informações, o cartão virtual contribui para fidelizar o cliente à instituição emissora, de acordo com análises de mercado.

Resultado do Santander no Primeiro Trimestre de 2022

resultado do Santander (SANB11) no primeiro trimestre de 2022 (1t22), divulgado no dia 26 de abril, registrou um lucro líquido gerencial de R$ 4,0 bilhões no 1T22, apresentando alta de 1,3% na comparação com o mesmo período de 2021.

A margem financeira bruta do Santander Brasil totalizou R$ 13,9 bilhões no 1T22, apresentando crescimento de 3,8% na comparação com o 1T21.

Índice de Basiléia do Santander Brasil em março de 2022, totalizou 14,7%, apresentando baixa de -0,2 ponto percentual na comparação com dezembro de 2021.

As ações do Santander (SANB11) acumulam queda de 1,42% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 24,45% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.