O índice S&P 500 atingiu um novo recorde nesta segunda-feira, estendendo a corrida do chamado “bull-market” (mercado altista) para uma nova semana, impulsionado pelas ações de megacapitalização e de chips, enquanto lucros corporativos e pistas sobre cortes nas taxas de juros continuam no radar.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

O S&P 500 atingiu um novo recorde, superando a máxima de sexta-feira de 4.842,07 pontos, com ações como Alphabet, Meta Platforms e Apple adicionando mais de 1% cada.

Já as ações de chips Nvidia, Advanced Micro Devices e Micron Technology também avançaram entre 0,6% e 1,7%, levando o índice Philadelphia SE Semiconductor a subir 0,6% para um novo recorde histórico.

“Deveríamos esperar uma alta possivelmente de 5% a mais antes de cairmos em um declínio de 5% ou mais, porque foi isso que aconteceu toda vez que recuperamos tudo o que perdemos em um mercado em baixa desde a Segunda Guerra Mundial”, disse Sam Stovall, estrategista-chefe de investimentos na CFRA Research em Nova York.

Wall Street estagnou no início de 2024, após o excelente desempenho do ano anterior, à medida que os investidores reavaliavam a perspectiva de um início mais rápido dos cortes nas taxas de juro, à luz de dados económicos mistos e de comentários de membros do Federal Reserve.

Viver de Renda do Mercado Financeiro? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

No entanto, na última sexta-feira, o S&P 500 fechou em seu máximo histórico em mais de dois anos, confirmando o bull-market desde seu fechamento em baixa de outubro de 2022. O movimento ocorreu após forte previsão focada em inteligência artificial da TSMC, de Taiwan.

“A IA estará sempre em segundo plano, mas à medida que nos aproximamos da próxima reunião do Fed, grande parte da conversa envolverá o banco central dos EUA e praticamente confirmará que eles esperarão até maio antes de cortar as taxas de juros”, acrescentou Stovall.

Viver de Renda do Mercado Financeiro? Veja a Melhor Ação para Receber Dividendos.

Os operadores reduziram drasticamente as apostas de um corte de pelo menos 25 pontos base nas taxas em março, atualmente em 46%, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group, face às probabilidades de mais de 80% observadas até ao final de 2023.

Às 13h01 (horário de Brasília), o Dow Jones Industrial Average subia 0,4%, a 38.017,07 pontos, o S&P 500 tinha alta de 0,16%, a 4.847,52 pontos, e o Nasdaq Composite avançava 0,25%, a 15.348,70 pontos.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Fonte: Infomoney.