O que é Software as a Service (SaaS)?

Software as a Service (SaaS) é um modelo de licenciamento de software no qual o acesso ao software é fornecido por assinatura.

Nesse tipo de serviço, o software fica localizado em servidores externos, em vez de em servidores internos.

O SaaS normalmente é acessado por meio de um navegador da web, de modo que os usuários devem fazer um login no sistema para ter acesso ao software.

Ou seja, em vez de cada usuário ter que instalar o software em seu computador, o usuário pode acessar o programa pela Internet.

Em tradução livre, o SaaS significa software como serviço, de modo que é consumido pelos usuários como um serviço e não como produto.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como surgiu o Software as a Service (SaaS)?

A ascensão do modelo de software as a service coincide com a ascensão da computação baseada em nuvem. 

A computação em nuvem é o processo de oferta de serviços de tecnologia por meio da Internet, que geralmente inclui armazenamento de dados, rede e servidores. 

Antes do SaaS, era comum que as empresas e pessoas atualizassem os softwares instalados em seus computadores através da compra de discos que continham as atualizações.

Com o avanço da internet, a atualização passou a ser feita por meio de downloads nas páginas das empresas que vendiam os softwares.

Caso quisessem expandir as opções do software, as empresas e pessoas poderiam comprar pacotes adicionais de expansão.

Seja qual for o modelo de atualização, por download ou compra de disco, o ponto em comum é que uma cópia do software ainda precisava ser instalada em todos os dispositivos que quisessem ter acesso a ele.

Embora pareça ser arcaico, esse processo não é tão antigo, ainda vigorando em muitos programas de computador.

Já no modelo do SaaS a atualização é um processo feito dentro do servidor da empresa responsável pelo produto, de modo que o usuário não precisa operacionalizar qualquer processo.

Como os softwares são acessados por navegador, os usuários não precisam instalar ou atualizar nada. 

Em vez disso, os usuários podem fazer login pela Internet ou navegador da Web e se conectar à rede do provedor de serviços para acessar o serviço específico.

Vantagens do Software as a Service (SaaS)

O SaaS oferece muitas vantagens sobre os modelos tradicionais de licenciamento de software. 

Como o software não fica diretamente instalado nos dispositivos da empresa ou pessoa que o adquiriu, há menos demanda para se investir em novos hardware na medida em que novas atualizações surgirem.

Soma-se a isso, o fato de que o SaaS torna mais fácil de lidar com as atualizações do software.

Outra vantagem do software como serviço é que muitas vezes o seu consumo pode sair mais barato.

Isso porque a pessoa ou empresa irá pagar uma mensalidade pelo acesso ao serviço, em vez de comprar uma versão definitiva, que muitas vezes é bem mais cara.

Sendo assim, caso não haja mais necessidade de utilização do software, é possível cancelar a assinatura imediatamente.

Desvantagens do Software as a Service (SaaS)

Apesar das vantagens, o modelo SaaS também tem certas desvantagens que podem ser consideráveis, a depender de cada situação.

A primeira desvantagem se refere ao receio com a segurança dos dados.

Como os dados são armazenados em servidores externos, as empresas precisam ter certeza de que são seguros e não serão acessados ​​por terceiros não autorizados.

A segunda desvantagem do SaaS é a possibilidade de instabilidade quanto à velocidade de entrega dos dados

Conexões lentas com a Internet podem reduzir o desempenho, especialmente se os servidores em nuvem estiverem sendo acessados ​​de grandes distâncias ou se tiver bastante tráfego de dados.

A vantagem dos softwares instalados em redes internas é que estes tendem a ser mais rápidos do que as conexões com a Internet.

Por fim, devido à sua natureza remota, as soluções SaaS também têm a desvantagem de terem menos opções de controle e customização por parte dos usuários.