O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), anunciou nesta segunda-feira, 19, o edital de chamamento público para a construção da ferrovia estadual que vai ligar a capital Cuiabá aos municípios de Rondonópolis, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde.

"Apresentamos hoje autorização de implantação de duas ferrovias partindo de Rondonópolis", disse o governador.

Segundo o secretário de Fazenda do Mato Grosso, Rogério Gallo, a Rumo já apresentou manifestação de interesse no projeto.

O investimento estimado nos dois blocos de ferrovia é de R$ 12 bilhões, com exploração de 45 anos sob o regime privado, em que o Estado faz a chamada pública e as empresas se habilitam para participar da seleção para fazer os aportes por sua conta e risco.

O início da operação da ferrovia, segundo o governo, é em até 6 meses após licença ambiental de instalação e a conclusão do terminal de Cuiabá deve ser até o segundo semestre de 2025.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da Rumo no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado da Rumo (RAIL3) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 13 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 174,6 milhões no 4t20, uma alta de 163,8% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da Rumo atingiu R$ 832,1 milhões no 1T21, apresentando crescimento de 44,1% na comparação com o 1T20.

A Margem Ebitda da Rumo totalizou 47,7% no 1T21, apresentando crescimento de 7,2 pontos percentuais na comparação com o 1T20.

A Margem Líquida da Rumo atingiu 10,0% no 1T21, apresentando crescimento de 29,2 pontos percentuais na comparação com o 1T20.

As ações da Rumo (RAIL3) acumulam alta de 3,73% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 11,48% nos últimos 12 meses.