O que é Retail Liquidity Provider (RLP) e como funciona

RLP – Retail Liquidity Provider

O que é Retail Liquidity Provider (RLP). Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é Retail Liquidity Provider (RLP)?

Retail Liquidity Provider (RLP) é um serviço desenvolvido junto à B3 (bolsa de valores do Brasil) que permite que as corretoras proporcionem maior liquidez nas operações com minicontratos aos seus clientes.

Em tradução livre para o português o termo significa Provedor de Liquidez para o Varejo.

A vantagem desse serviço é que ele facilita as negociações de minicontratos de índice e dólar, reduz os custos operacionais do cliente e otimiza a rentabilidade e a performance dos investimentos.

Vejamos mais sobre a utilidade do RLP e como funciona.

Banner will be placed here

Para que serve o Retail Liquidity Provider (RLP)?

De acordo com a B3, o RLP possibilita que a própria corretora, banco de investimento, ou outro participante contratado pela corretora seja a contraparte das ordens de compra e venda de ativos dos seus clientes de varejo.

Esse mecanismo gera maior liquidez aos clientes para realizarem suas negociações nos mercados operados pela B3.

Ainda conforme a B3, o serviço de RLP foi desenvolvido junto com o mercado, em um processo de consulta pública.

O objetivo é o de aperfeiçoar a regulamentação do mercado de capitais brasileiro para incentivar o crescimento dos investidores pessoas físicas atendidos pelas áreas de varejo dos bancos e corretoras.

Esse novo tipo de oferta é exclusivo para ordens agressoras, ou seja, aquelas em que são negociados os melhores preços de compra e venda. 

Inicialmente, poderão ser negociados exclusivamente minicontratos futuros de dólar e de índice.

A vantagem do serviço de RLP é que ele fornece maior liquidez para o mercado e bom funcionamento do processo de formação de preços.

Além disso, há também uma garantia ao cliente de varejo de que o preço da operação será sempre igual ou melhor do que o preço disponível no livro central de ofertas.

Como funciona o Retail Liquidity Provider (RLP)?

O funcionamento do RLP não é tão intuitivo em um primeiro momento, mas tentaremos explicar o seu procedimento.

Caso tenha dúvidas, sugerimos procurar sua corretora para esclarecer melhor o funcionamento do RLP.

Para a execução do RLP, a instituição financeira disponibiliza aos clientes uma oferta, demonstrando qual é a sua intenção de compra ou de venda. 

A oferta RLP não fica visível no livro central de ofertas. Ela pode ser visualizada apenas pela corretora que a enviou. 

A oferta pode ser usada exclusivamente para fechar negócios de clientes de varejo (pessoas físicas). 

O algoritmo do RLP sinaliza para a B3 que a ordem precisa ser executada com o melhor preço e/ou volume. Isso consequentemente aumenta a liquidez do investimento.

O investidor pessoa física, neste caso, acaba tendo acesso a ativos com preços competitivos. E isso vai aumentar a rentabilidade das operações de minicontratos.

Para garantir que esse tipo de operação seja um benefício ao cliente, e não uma regra absoluta, há um limite de uso desse tipo de oferta, que não pode passar de 15% do volume negociado.

Além disso, o preço é ajustado pela plataforma de negociação, de forma contínua e automática, para oferecer as melhores condições de liquidez e preço ao cliente pessoa física. 

Ou seja: ao fechar um negócio, ele terá sempre um preço igual ou melhor do que o disponível no livro central de ofertas.

Quando o negócio não for fechado, a oferta RLP é cancelada ao final do dia.

Por fim, quando os preços forem iguais aos do livro central de oferta, quem estiver aguardando o fechamento do negócio terá prioridade garantida.

A adesão ao serviço de RLP não é obrigatória. Caso o cliente pessoa física queira que suas ofertas agressoras sejam fechadas contra as ofertas RLP, o mesmo deverá autorizar a corretora a fazê-lo.

O RLP é essencial para quem quer executar as suas ordens no melhor preço possível e ainda conseguir manter os custos operacionais baixos nos minicontratos, preservando a sua rentabilidade.

Portanto, é recomendável ao investidor procurar uma corretora de valores, ou outra instituição financeira que ofereça esse tipo de serviço.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE