Riqueza global total atingiu US$ 431 trilhões em 2020
|

Riqueza global total atingiu US$ 431 trilhões em 2020

A riqueza financeira do mundo subiu mais de 8,3% ao longo de 2020, mesmo com a pressão econômica da pandemia, diz relatório.

Por
Atualizado em 18/06/2021

A riqueza líquida total do mundo atingiu US$ 431 trilhões, segundo o 22º relatório anual de riqueza global do Boston Consulting Group (BCG). 

Essa cifra inclui “a soma da riqueza financeira e dos ativos reais, líquida de passivos“, explica Anna Zakrzewski, líder global do segmento de gestão de fortunas do BCG e co-autora do relatório.

Pessoas com alto patrimônio líquido (HNWIs), ou pessoas com valor superior a US$ 1 milhão, possuem um quarto do total, aproximadamente US$ 126 trilhões. 

Quando analisada somente a riqueza financeira, isto é, excluindo ativos reais como imóveis, por exemplo, o valor também surpreende. 

A riqueza global disparou no ano passado, mesmo durante a pandemia, atingindo o máximo histórico de US$ 250 trilhões. Um aumento de 8,3% ao longo de 2020.  

De acordo com o relatório, duas alavancas principais podem explicar este aumento extraordinário. 

Um deles foi um aumento de 10,6% nas novas poupanças líquidas (dinheiro e depósitos), o maior aumento anual em 20 anos.  

“No ano passado, o mundo estava em um bloqueio e não havia muitas alternativas para gastar, então as pessoas economizaram”, disse Zakrzewski.

“Cheios de dinheiro e encorajados pela perspectiva de retornos robustos”, os indivíduos colocam mais de sua riqueza em ações e fundos de investimento e longe de títulos de dívida de menor rendimento, diz o relatório.

A segunda alavanca foi a recuperação dos mercados de ações. 

Os investimentos nos mercados de capitais aumentaram 11,5% globalmente em 2020, alimentados pela continuação das políticas de dinheiro fácil pelos bancos centrais mundiais.  

Mesmo antes da crise, as baixas taxas de juros levaram os investidores a transferir os ativos para ações e para investimentos alternativos que vão de imóveis a private equity e capital de risco, para obter mais rendimento, diz Zakrzewski.

O Boston Consulting Group prevê que a riqueza global só aumentará nos próximos cinco anos, à medida que as principais economias recuperam suas perdas pandêmicas.

Banner will be placed here

Mais US$ 65 trilhões criados nos próximos cinco anos

O valor total da riqueza financeira do mundo deve crescer US$ 65 trilhões entre 2020 e 2025

Incluindo os ativos reais, a riqueza líquida total mundial ultrapassará US$ 500 trilhões em algum momento antes de 2025.

No entanto, a parcela detida por indivíduos com mais de US $ 100 milhões crescerá mais rapidamente.  O Boston Consulting Group chama essas pessoas de “ultra ricas”.

Atualmente, existem 60.000 ultras no mundo, controlando cerca de US$ 22 trilhões em riqueza, ou 15% de toda a riqueza financeira.

Entre 2020 e 2025, esses ultras vão aumentar esse número em 6,7% ano a ano, um aumento muito mais rápido do que qualquer outro grupo de renda.

A maior parte desse crescimento acontecerá nos dez principais países mais ricos do mundo: EUA, China, Alemanha, Hong Kong, França, Índia, Reino Unido, Itália, Rússia e Canadá.  

Em nenhum lugar isso é mais verdadeiro do que na China, que registrou um aumento de quase 24% no número de indivíduos ultra-ricos em 2020 para 7.800. 

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Em termos de riqueza para investimento, o nível absoluto de crescimento nos próximos cinco anos será maior na China, diz Zakrzewski.

De acordo com o relatório, os ultra ativos chegarão a US$ 10,4 trilhões na China até 2029, em comparação com uma estimativa de US$ 9,9 trilhões nos EUA. 

Além de oferecer um instantâneo global de para onde a riqueza global está caminhando, o relatório anual do BCG fornece insights para a indústria de gestão de fortunas sobre como eles devem se posicionar em resposta a um mercado em constante mudança.

Notícias do Mercado Financeiro

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE