O que é retrofit?

Retrofit é um conceito do ramo da arquitetura que se refere ao processo de melhoria de instalações antigas visando adaptar os espaços para as necessidades atuais.

Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

O retrofit busca atualizar o espaço, corrigir problemas e torná-lo mais seguro e confortável para os usuários.

Essa tendência surge como uma forma de revitalizar edifícios e outras construções trazendo a eles novas tecnologias e designs mais promissores.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o retrofit?

O retrofit é uma tendência na arquitetura e no design que surgiu na Europa a partir da necessidade de dar utilidade a edifícios antigos e históricos que se tornaram inutilizados e ultrapassados.

É como se o profissional responsável fizesse um novo projeto usando os mesmos conceitos, mas aplicando novas soluções, tecnologias e materiais.

O retrofit é como uma espécie de reforma, mas não é a mesma coisa.

A reforma é sinônimo de reparo, mantendo as características originais do imóvel, sem alterar qualquer detalhe.

Já o retrofit é como se o profissional responsável fizesse um novo projeto usando os mesmos conceitos, mas aplicando novas soluções, tecnologias e materiais

Sendo assim, o retrofit vai muito além de uma simples reforma. O seu conceito está ligado à preservação da memória com o renascimento do bem arquitetônico, modernizando-o e o readequando.

No trabalho de retrofit devem ser encontradas novas soluções para fachadas, instalações elétricas e hidráulicas, circulação, proteção contra incêndio e mais.

Mais especificamente, as etapas de uma obra de retrofit são: 

  • demolição controlada;
  • reforço de estrutura;
  • Fechamento;
  • Acabamentos;
  • substituição e modernização de elétrica;
  • telefonia e dados;
  • hidráulica e ar condicionado;
  • piso elevado;
  • fachada.

Pode ocorrer do imóvel que passou pelo processo de retrofit ter uma finalidade diferente da que possuía anteriormente.

Por exemplo:

  • Um teatro passar a ser usado como cinema ou museu;
  • Um convento se tornar uma galeria de exposição;
  • Uma repartição pública ser transformada em uma casa de shows;
  • Entre várias outras possibilidades.

O retrofit não se limita apenas a edifícios e construções. Esse método pode ser utilizado também em grandes áreas urbanas como parques e demais espaços públicos.

Esse processo muitas vezes sai mais caro do que uma simples reforma, e até mesmo do que uma construção feita do zero.

Isso porque o retrofit requer cuidados adicionais para não colocar em risco a estrutura original do imóvel. 

É preciso atenção especial para tratar pinturas e paredes antigas, que serão utilizadas como base para o novo empreendimento.

Vantagens do retrofit

Apesar de caro, o retrofit apresenta inúmeras vantagens.

Uma das principais vantagens do retrofit é valorizar mais o projeto no mercado imobiliário, além de torná-lo sustentável e apropriado para os tempos de hoje.

Outras vantagens são:

  • Cria instalações modernas e customizadas;
  • Aumenta a sustentabilidade das edificações, já que materiais podem ser substituídos por versões superiores e ambientalmente corretas;
  • Revitaliza espaços urbanos e torná-los mais atraentes.

Exemplos de retrofit no Brasil

Embora seja uma tendência na Europa, é possível encontrar exemplos bem executados de retrofit no Brasil.

Um dos exemplos mais marcantes é o do Hotel Fasano, em Salvador.

O prédio original foi inaugurado em 1930 e durante 45 anos abrigou alguns escritórios, entre eles a sede do jornal A Tarde.

Outro exemplo de retrofit é o Fera Palace Hotel, que também fica na cidade de Salvador. Este foi inaugurado em 1934 e reinaugurado em 2017 depois de um trabalho detalhista de restauração.

Já em São Paulo, um dos exemplos de retrofit mais famosos é o Edifício Altino Arantes, inaugurado em 1947 e que atualmente abriga o Farol Santander.

Após a última reforma, em 2017, ele passou a abrigar um espaço cultural e um museu com a história do edifício.