O bitcoin (BTC) caiu 7% para um preço de US$ 32.801 na manhã desta segunda-feira (21) com relatos de que a China intensificou sua repressão à mineração de criptomoedas.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A maior moeda digital do mundo caiu abaixo de US$ 33.000 pela primeira vez desde 8 de junho, de acordo com dados da Coin Metrics.   

Uma semana atrás, o Bitcoin tinha voltado à casa dos US$ 40 mil

A criptomoeda teve forte baixa depois que autoridades da província de Sichuan, no sudoeste da China, ordenaram a suspensão da mineração de Bitcoin. 

De acordo como o jornal Global Times, ligado ao Partido Comunista, estima-se que mais de 90% da capacidade de mineração da criptomoeda na China será encerrada, disse o jornal.

Medidas semelhantes aconteceram nas regiões da Mongólia Interior e Yunnan, bem como apelos de Pequim para erradicar a mineração em meio a preocupações com seu consumo massivo de energia.

De forma paralela, o banco central da China disse na segunda-feira que convocou o Alipay, serviço de pagamentos administrado pela afiliada do Alibaba, Ant Group, e alguns grandes bancos para pedir que reprimam a criptografia

A China já está proibiu as instituições financeiras de fornecer serviços relacionados à criptografia.

A repressão da China parece ter levado a um declínio significativo na taxa de hash do bitcoin - ou poder de processamento - que caiu drasticamente no mês passado, de acordo com dados do Blockchain.com.  

Estima-se que 65% da mineração global de bitcoins seja feita na China.

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.