O que é renda fixa e como funciona
SIMULE AGORA

Renda Fixa

O que é renda fixa. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é renda fixa?

Renda fixa é uma classe de ativos financeiros, normalmente na forma de títulos de dívida, que paga um determinado nível de remuneração pré-acordada na forma de juros.

A remuneração pode ser paga periodicamente ou na data de vencimento, no qual será devolvido também o valor do principal.

A renda fixa abrange títulos públicos (Tesouro Direto), títulos de instituições financeiras (CDBs, LCI, LCA, etc) ou títulos de dívida de empresas privadas (debêntures).

Banner will be placed here

Como funciona a renda fixa?

A renda fixa é um importante tipo de investimento financeiro. A principal característica desse tipo de ativo é a sua segurança e previsibilidade.

Isso porque, a maioria dos títulos são ou do governo, que emite seu próprio meio de pagamento (ou seja, a moeda), ou garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito, que é o caso dos títulos de instituições financeiras.

Já sobre a previsibilidade da renda fixa, o que ocorre é que o tipo de remuneração é combinado no momento da aplicação do título.

Basicamente há três formas com que a renda fixa podem remunerar os investidores:

  1. Pré-fixada: taxa de juros determinada no momento da compra do título.
  2. Pós-fixada: taxa de juros atrelada a um indicador pré-estabelecido, como o CDI. Esses títulos costumam ter remuneração expressa como uma porcentagem do CDI (exemplo, 103% do CDI).
  3. Híbrido: são títulos que apresentam uma parte da remuneração pré-fixada e outra parte pós-fixada, geralmente atrelada a um indicador de inflação, como o IPCA (exemplo, IPCA + 2,53%).

O pagamento dos juros de títulos de renda fixa pode ser feito a partir de uma única transação, na data de vencimento, ou pagamentos periódicos, de acordo com o estipulado na escritura de emissão.

No primeiro caso, o pagamento único, feito na data de vencimento, é feito ao entregar ao investidor o valor do principal mais os juros acumulados ao longo do tempo.

Já no segundo caso, ocorre que o pagamento dos juros é feito ao longo das datas acordadas, enquanto que o principal é entregue na data de vencimento do contrato da dívida.

A compra de título de renda fixa deve ser realizada junto à corretora ou instituição financeira que a pessoa for cadastrada.

Cada instituição disponibilizará um conjunto de títulos. 

Nem toda corretora ou instituição financeira apresenta o mesmo conjunto de ativos e renda fixa disponíveis para o investidor

Isso vai depender dos acordos que estas fizeram para fazer a venda dos ativos no mercado.

Outra coisa que o investidor deve ter em mente é que os títulos de renda fixa apresentam liquidez variada.

Ou seja, alguns podem ser resgatados a qualquer momento, como os títulos do Tesouro Direto, enquanto outros não são negociáveis, transferíveis ou resgatáveis.

Neste caso, o investidor deverá esperar o fim do prazo de vencimento para ter seu dinheiro de volta, junto com os juros.

Tipos de ativos de renda fixa

Há vários tipos de ativos de renda fixa, de modo que o investidor pode dispor de um amplo conjunto de estratégias para se proteger e aproveitar as possibilidades de ganho.

Os ativos de renda fixa disponíveis para investimento são:

  • Tesouro Direto
  • Debêntures
  • CDB (Certificado de Depósito Bancario)
  • LCI (Letra de Crédito Imobiliário)
  • LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)
  • LC (Letra de Câmbio)
  • LF (Letra Financeira)
  • LH (Letra Hipotecária)
  • LIG (Letra Imobiliária Garantida)
  • CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliário)
  • CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio)
  • Poupança

Vejamos um pouco sobre os principais tipos.

CDB

As instituições financeiras emitem uma série de títulos de renda fixa para remunerar seus clientes e captar recursos voltados a oferecer crédito ao público.

O CDB, ou Certificado de Depósito Bancário, é um dos mais tradicionais títulos de renda fixa do Brasil. Os bancos são as instituições financeiras que emitem o CDB.

Uma das grandes vantagens do CDB é a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Com a garantia sobre valores de até 250 mil reais por instituição e CPF, o CDB é um ativo seguro.

Por ser uma das formas mais simples e tradicionais de investimento, o CDB é um produto financeiro bem acessível.

Debêntures

Debêntures são uma modalidade de investimento de renda fixa que constitui títulos de dívida emitidos por empresas privadas.

As debêntures são um importante instrumento de captação de recursos no mercado de capitais, que as empresas utilizam para financiar suas atividades. 

As debêntures são ativos de maiores riscos quando comparadas com os títulos públicos e os CDBs. Portanto, pagam taxas de juros mais elevadas.

Entretanto, essa modalidade pode ser menos arriscada do que as ações, por exemplo. Tudo dependerá do tipo de empreendimento e da saúde financeira da empresa emissora do título.

Tesouro Direto

Tesouro Direto são títulos emitidos pelo governo brasileiro e que podem ser comprados em corretoras de valores e instituições financeiras.

Assim como os demais títulos de renda fixa, há uma infinidade de possibilidades em termos de remuneração e tempo de aplicação até o vencimento.

Essa é a modalidade de renda fixa mais segura de todas e, por isso mesmo, tende a pagar os menores juros.

Uma vantagem é que os títulos públicos apresentam maior liquidez, podendo ser resgatados sempre que o investidor quiser, não sendo necessário esperar até a data de vencimento.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o que é renda fixa, consulte o artigo completo sobre este assunto no nosso site.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE