O que é rateio por ordem de chegada e como funciona

Rateio por Ordem de Chegada

O que é rateio por ordem de chegada. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é rateio por ordem de chegada

Rateio de oferta por ordem de chegada é um tipo de rateio de oferta das ações de uma empresa que está fazendo IPO.

Neste método de rateio ocorre dos primeiros investidores a fazerem a reserva de ações saírem em vantagem em relação aos últimos. 

Isso porque os investidores que tiverem reservado primeiro são contemplados com a quantidade de papéis que desejavam. 

Porém, os investidores que reservaram por último, podem conseguir menos do que esperavam ou mesmo não receber nenhuma ação.

Neste caso, os investidores que não conseguirem as ações deverão esperar a estreia da empresa na bolsa e comprar as ações no mercado secundário.

Banner will be placed here

O que é rateio da oferta?

Rateio da oferta é o nome dado à divisão das ações entre investidores quando a demanda pelos papéis de uma empresa que está iniciando sua abertura de capital na bolsa de valores é maior do que a oferta.

O rateio da oferta ocorre no momento do IPO (Oferta Pública Inicial, em inglês) de uma empresa na bolsa de valores.

Esta é uma forma de acomodar a demanda excessiva pelas ações ofertadas.

No caso, cada investidor terá direito a comprar uma quantidade menor do que inicialmente reservou.

O termo “rateio da oferta” também costuma ser encontrado como “rateio do IPO”.

Caso queira saber mais como funciona o IPO de uma empresa, temos um artigo completo sobre o assunto aqui neste link.

O rateio da oferta acontece quando a quantidade de investidores que reservaram ações no momento do IPO de uma empresa é superior à quantidade de ações disponibilizadas. 

É bom lembrar que não são todos os casos de IPOs que resultam em rateio de oferta. 

No entanto, todo investidor que participa desse tipo de evento deve estar preparado para isso, visto que pode acontecer de não conseguir comprar a quantidade de ações desejada. 

Existem maneiras diferentes de realizar o rateio do IPO e lidar com o excesso de demanda em relação à oferta. 

O rateio de oferta pode ser através do método tradicional, linear ou ainda por ordem de chegada. 

Como funciona o rateio por ordem de chegada?

A melhor forma de entender como funciona o rateio por ordem de chegada é através de um exemplo.

Imaginemos uma empresa que esteja planejando emitir ações na bolsa de valores, com valor total de oferta de R$110 milhões. 

Neste cenário, suponhamos que apenas quatro investidores manifestaram intenção de compra, com os seguintes valores para cada um:

  • o investidor A fez um pedido de reserva de R$10 milhões
  • o investidor B fez um pedido de reserva de R$25 milhões
  • o investidor C fez um pedido de reserva de R$40 milhões
  • o investidor D fez um pedido de reserva de R$50 milhões

O valor total da demanda, portanto, foi de R$125 milhões, ou seja, acima do valor de oferta desejado pela empresa.

Neste caso, alguém não conseguirá adquirir a totalidade das ações que deseja. O que determinará será o timing da oferta de cada investidor.

Se seguirmos a ordem acima, temos que os três primeiros investidores conseguirão exercer a quantidade de compra que lhes é desejável.

Enquanto isso, o investidor D conseguirá comprar apenas metade das ações que gostaria.

Por outro lado, se considerarmos a ordem contrária, ou seja, com o investidor D chegando primeiro, depois o C, B e A, temos que os dois primeiros irão adquirir a totalidade que desejarem.

Por outro lado, o investidor B conseguirá comprar menos da metade do que gostaria, enquanto que o investidor A ficaria de fora da oferta, pois não lhe sobraria nada.

Neste caso, o investidor A terá que esperar a ação ser negociada no mercado secundário para adquirir o montante de ações que deseja.

Outros tipos de rateio de oferta

As outras formas de rateio de oferta que existem são o método tradicional e por ordem de chegada. 

Rateio tradicional

No rateio tradicional temos que a divisão de ações ocorre com base na proporção de reserva feita por cada investidor no momento do IPO.

O cálculo do rateio tradicional é simples, já que leva em consideração a relação entre a oferta e demanda de maneira proporcional. 

Suponhamos que o valor dos papéis de uma empresa que está abrindo o capital tenha totalizado R$1 bilhão, e que o valor total das reservas tenha ficado em R$2 bilhões. 

Dessa maneira, é preciso fazer a divisão entre estes dois valores para determinar a proporção, que neste exemplo, será de 50%. 

Com isso, após as ofertas de compra, cada investidor terá o direito de adquirir 50% das ações que reservou.

Este método é considerado prejudicial ao pequeno investidor. 

Isso porque os pequenos investidores já realizam reservas pequenas e, com a divisão, poderão comprar apenas uma parte deste valor. 

os grandes investidores saem em vantagem, já que fizeram uma grande reserva e mesmo não podendo comprar tudo, ainda podem adquirir uma boa quantidade. 

Rateio linear

O rateio linear consiste na distribuição unitária de ações até que o limite de quantidade desejada pelo investidor seja atingido. 

Esse método também é conhecido como método igualitário e sucessivo, e é feito de maneira bem simples. 

Basicamente funciona da seguinte forma: uma ação é destinada a cada investidor e conforme os investidores forem atingindo o valor reservado, eles vão saindo da distribuição.

Esse método é mais interessante para os pequenos investidores, pois a probabilidade de conseguir a quantidade de ações desejada é maior.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE