Sam Zell foi um dos maiores investidores imobiliários dos últimos tempos. Ao longo de sua vida, ele construiu uma fortuna multibilionária principalmente comprando e vendendo imóveis e outros ativos problemáticos.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Por sua forma de investir, Zell ficou conhecido como “o dançarino do túmulo”, após descrever sua estratégia em um célebre artigo de 1976 intitulado The Grave Dancer (dançando sobre túmulos, em tradução livre). 

Zell começou sua carreira gerenciando apartamentos residenciais estudantis, quando ainda estava na universidade.

Anos mais tarde, lançou diferentes Real Estate Investment Trust (REITs), o Fundo de Investimento Imobiliário (FII) norte-americano, que se tornaram referência no mercado.

Foi ainda um dos primeiros investidores estrangeiros a focar fortemente no Brasil.

Samuel Zell morreu em 18 de maio de 2023, devido a complicações de uma doença recente, segundo comunicado de sua empresa, a Equity Group Investments

Ele tinha 81 anos e uma fortuna estimada em US$ 5,2 bilhões pela Forbes, na 511ª posição entre os mais ricos do mundo de 2023.

Conheça mais da trajetória do lendário investidor imobiliário, Sam Zell.

Quem foi Sam Zell?

Samuel Zell (1941 – 2023) foi um empresário bilionário americano, fundador e presidente da empresa de investimento privado Equity Group Investments, agora conhecida como Equity International.

A empresa foi criada principalmente para investir em imóveis, mas expandiu-se também para outros setores incluindo finanças, transporte, energia e mídia.

Vida e carreira

Samuel Zell, nasceu em 28 de setembro de 1941 em Chicago, nos Estados Unidos, com o nome de batismo Shmuel Zielonka, apenas quatro meses depois de seus pais desembarcarem nos Estados Unidos fugidos da invasão nazista na Polônia.

Seus pais, Ruchla, mais tarde Rochelle, (1910-2000) e Berek, mais tarde Bernard (1905-1986), Zielonka, eram judeus que imigraram para os Estados Unidos com sua filha, Leah, por meio do Japão em 1941.

Quando Zell tinha doze anos, a família mudou-se para Highland Park, Illinois , onde ele se formou na Highland Park High School.

Desde muito cedo, Zell mostrava seu lado empreendedor.

Em 1953, quando tinha 12 anos, ele comprava exemplares da Playboy em grandes quantidades com desconto e os revendia.

"Pelo resto daquele ano, tornei-me um importador - de revistas Playboy para os subúrbios", lembrou Zell em uma reunião do Urban Land Institute em 2013, chamando a experiência de sua "primeira lição sobre oferta e demanda".

Sua jornada de negócios continuou durante seus anos de faculdade.

Enquanto estudava na Universidade de Michigan, Zell administrava um prédio de apartamentos estudantis em troca de hospedagem e alimentação.

Na época de sua formatura, seu negócio estava rendendo US$ 150.000.

Em 1963, Zell formou-se em Artes/Ciências pela Universidade de Michigan.

Depois, ainda na faculdade, continuou administrando outros estabelecimentos do dono do prédio onde vivia.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Acompanhado por seu irmão de fraternidade, Robert H. Lurie, ganhou um contrato com um grande proprietário de um empreendimento de apartamentos em Ann Arbor. 

Em 1966, Sam Zell se tornou Doutor em Jurisprudência pela Escola de Direito da Universidade de Michigan.

Naquela época, ele e Lurie administravam mais de 4.000 apartamentos.

Sam vendeu sua participação na empresa de administração para Lurie e se mudou para Chicago para trabalhar como advogado. 

O novo cargo durou apenas uma semana. Logo Zell estava de volta ao setor imobiliário.

Com financiamento de sócios seniores, Zell comprou diversos prédios de apartamentos nas redondezas.

Em 1968, Zell fundou a Equity Residential, mais tarde renomeada para Equity Group Investments acompanhado por seu ex-sócio, Lurie.

Nas décadas seguintes, expandiu seu império imobiliário em todo o país.

Na década de 1990, Sam Zell e sua equipe criaram alguns dos maiores REITS de capital aberto do mundo, como o Equity Residential (EQR), um REIT de apartamento com uma capitalização de mercado de quase US$ 23,329 bilhões e o Equity Commonwealth (EQC), um REIT de escritório.

Uma de suas maiores negociações foi a venda da Equity Office Properties (EOP), um portfólio de escritórios comerciais que foi vendido por US$ 39 bilhões para a Blackstone em 2007, na maior compra alavancada da história na época, poucos meses antes do sistema financeiro global entrar em colapso.

Na mesma época, ele liderou uma compra de US$ 8,2 bilhões do proprietário do jornal Tribune Company, grupo dono do Chicago Tribune, Los Angeles Times, Newsday, Chicago Cubs, além de um portfólio de estações de rádio e televisão

Depois do sucesso com as propriedades imobiliárias, Zell diversificou seus investimentos e começou a comprar empresas.

Sua estratégia de investimento permaneceu a mesma, como ele descreveu em uma entrevista à revista LEADERS: 

"Fiz minha fortuna virando à direita quando todo mundo estava indo para a esquerda. No final dos anos 80 e início dos anos 90, eu estava comprando prédios de escritórios a 50 centavos de dólar. Continuei procurando por cima do ombro para ver quem era meu concorrente, mas não havia ninguém. Não pude deixar de questionar se estava errado. Medo e coragem estão intimamente relacionados."

No campo da educação, Zell patrocinou diversos cursos voltados para o empreendedorismo, doando recursos através da fundação de filantropia Zell Family.

Em 2017, foi reconhecido pela Forbes como uma das 100 maiores mentes vivas dos negócios.

No mesmo ano, detalhou sua filosofia de negócios e princípios fundamentais para investimentos no livro “Am I Being Too Subtle?” (“Estou sendo sutil demais?”, em tradução livre).

Na vida pessoal, Zell foi casado três vezes e se divorciou duas vezes.

Ele teve dois filhos, Matthew e filha, JoAnn, de seu primeiro casamento e uma filha adotiva, Kellie, de seu segundo casamento.

Sam Zell morreu em 18 de maio de 2023, aos 81 anos, após uma curta doença, deixando sua esposa Helen; sua irmã Julie Baskes; três filhos e nove netos.

Estratégia de investimento de Sam Zell

Sam Zell se concentrou em assumir negócios falidos para transformá-los em ótimos. 

Além do vasto portfólio imobiliário, Zell investiu em empresas que operam em vários setores, incluindo ferroviário, leasing de contêineres, cruzeiros de passageiros, embalagens plásticas, produtos químicos agrícolas e manufatura industrial.

“Sou um oportunista profissional”, disse Zell à Associated Press. “Tenho certeza de que não importa o tópico que você escolher, estamos envolvidos de uma forma ou de outra.”

Onde investia Sam Zell

Sam Zell fez fortuna investindo no setor imobiliário, mas possuía um amplo e diversificado portfólio.

O grupo Equity Group Investments, do qual é co-fundador, administra empresas como a Schwinn Bicycle Company, a rede de farmácias Revco e as lojas de departamentos Broadway Stores.

Ao todo, a Equity International, colaborou para o IPO (Initial Public Offering) de 12 companhias diferentes ao redor do mundo.

No Brasil, Zell fez investimentos junto com a GP, investiu na Ecisa, a companhia de desenvolvimento de shoppings que deu origem à BR Malls (ALSO3), posteriormente na Gafisa (GFSA3) e na Estapar. 

Apostou no desenvolvimento de galpões logísticos montando a Bracor, depois vendida à Prosperitas.  

Mais tarde, investiu na GuardeAqui, uma empresa de locação de espaços para armazenamento, e ainda possuía participação na incorporadora THA.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.