John Malone é muitas coisas, um multimilionário, um titã das telecomunicações, dono da F1, o maior proprietário de terras dos EUA e um grande filantropo.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

O empresário fez fortuna montando a maior operadora de cabo dos EUA que lhe rendeu o apelido de 'Caubói do Cabo'. 

Malone atuou por mais de duas décadas como CEO da Tele-Communications Inc. (TCI) e rapidamente se tornou um dos homens mais influentes da mídia, liderando fusões históricas, ramificando-se em outros campos e comprando propriedades à medida que avançava. 

Hoje ele é dono da Liberty Media, Liberty Global, entre outros negócios e investimentos.

Conheça a trajetória do homem da mídia de massa, que possui canais como Discovery Channel, Lionsgate Entertainment, Sirius XM Radio e um dos grandes investidores de sucesso, John C. Malone.

Quem é John Malone

John Malone é um empresário bilionário americano atual presidente do conselho da Liberty Media Corporation, Liberty Broadband Corporation e Liberty Global plc

Antes disso, ele foi diretor executivo da Tele-Communications Inc. (TCI), uma gigante do cabo e da mídia, por vinte e quatro anos.

Vida e carreira

John Carl Malone nasceu em 7 de março de 1941 em Milford, Connecticut, um subúrbio ao norte da cidade de Nova York.

Filho de uma família de descendência irlandesa e muito estudioso, em 1959, Malone se formou na Hopkins School em New Haven, Connecticut, depois partiu para uma série de graduações e mestrados.

Em 1963, se formou na Universidade de Yale com bacharelado em engenharia elétrica e economia.

Em 1964, Malone se formou na Universidade Johns Hopkins com mestrado em gestão industrial.

Em 1965 recebeu um mestrado em engenharia elétrica em um programa da NYU no Bell Labs antes de receber seu PhD em Pesquisa Operacional pela Johns Hopkins em 1967.

John Malone começou sua carreira em 1963 na Bell Telephone Laboratories, da AT&T, em planejamento econômico e pesquisa e desenvolvimento. 

Em 1968, ingressou na McKinsey & Company e em 1970 tornou-se vice-presidente do grupo na General Instrument Corporation (GI). 

Mais tarde, foi nomeado presidente da subsidiária Jerrold Electronics.

Dos anos 70 aos anos 90, Malone construiu a empresa de TV a cabo Telecommunication Inc. (TCI) como braço direito do fundador Bob Magness. 

Em 1973, aos 29, apenas 10 anos depois de iniciar sua carreira no ramo das teles, John se tornou diretor executivo da TCI, cargo que ocupou até 1996.

Em 1999, a Tele-Communications Inc. foi incorporada à AT&T Corp.

A subsidiária da TCI, Liberty Media, permaneceu uma organização separada, com Malone liderando a operação.

No comando da Liberty Media, ele mudou a organização de apenas fornecer serviços a cabo para realmente possuir as redes transmitidas em sua infraestrutura, incluindo o Discovery Channel, QVC e Virgin Media.

Em 2007, a Liberty Media comprou o time de beisebol Atlanta Braves e, em 2017, comprou a liga de automobilismo Fórmula 1 de Bernie Ecclestone. 

Malone atua no Conselho de Administração da Qurate Retail, Inc., Liberty Latin America Ltd. e Discovery, Inc. Além disso, o Dr. Malone é diretor emérito da Charter Communications Inc.

Antes disso, também participava dos  conselhos de administração do Bank of New York Mellon, Expedia.com  e Lions Gate Entertainment Corp. 

John Malone é casado com Leslie Ann Malone que ele conheceu através de sua irmã quando ela tinha apenas 15 anos de idade. Eles se casaram em 1963 e ficaram juntos desde então. 

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Onde John Malone investe

John Malone é dono de um patrimônio estimado em US$ 9,7 bilhões, segundo levantamento da revista Forbes.  

Como presidente e maior acionista da Liberty Media, John Malone é um dos magnatas da mídia mais influentes do mundo. 

Ele também possui 28% da Discover Communications, tem 25% das ações da Liberty Global e possui 8% das ações do time de beisebol Atlanta Braves.

Pela Liberty, também se tornou dono da Fórmula 1, após aquisição de 4,4 bilhões de dólares.

Malone não se contentou apenas em dominar a indústria da televisão a cabo. Ele também assumiu o controle de vários hectares, sendo o maior proprietário de terras nos Estados Unidos.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.