O que é Pullback

Pullback é uma movimentação contrária a uma tendência forte de queda ou alta de Ações no mercado de Renda Variável, negociadas na B3, no caso do Brasil.

Assim, Pullback tende a trazer, novamente para média, os preços que sofreram uma brusca queda ou alta repentina, de forma que minimize os efeitos possíveis gerados.

Então, Pullback tem a função de fazer com que a movimentação de determinadas Ações voltem ao seu movimento natural.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona Pullback 

Pullback, então, é quando há uma movimentação contrária a uma brusca tendência de alta ou queda nos preços das Ações, buscando voltar ao movimento natural anterior.

É possível observar através dos gráficos, sendo que Pullback é uma terminologia usada para a análise gráfica das oscilações dos valores de Ações.

Quando ocorre Pullback de baixa em uma tendência de alta dos preços, quer dizer que o fator que o provocou é a venda de determinado ativo enquanto tais preços subiam.

Já quando ocorre Pullback de alta em uma tendência de queda dos preços, compreende a ideia de que o mercado passa a comprar um ativo enquanto seus preços caiam.

Também, pode-se definir outras características de Pullback, como:

  • Temporalidade;
  • Naturalidade;
  • Presença nas ondas de movimento do mercado.

Em relação à temporalidade, é possível dizer que, tão rápida quanto as mudanças bruscas de tendência das Ações, são as formas pelas quais Pullback atua para corrigi-las.

Assim, Pullback atua rapidamente, conseguindo retornar para a tendência média anterior, ou seja, o gráfico volta para a tendência que seguia antes, até ocorrer uma súbita alteração em outro ponto.  

Além disso, Pullback é um movimento que segue a naturalidade, trazendo benefícios para o mercado de Ações, pois será definido um ponto de convergência entre vários investidores.

Através deste ponto delimitado, estes investidores terão lucros e vão zerar suas posições. Então, esse benefício ocorre, também, pois não há intervenção de agente externo.

Por fim, outra característica é em relação à presença na análise técnica dos gráficos. Pullback aparece em todas as ondas de movimento do mercado.

Dessa forma, pela análise gráfica, Pullback permite, aos investidores, uma nova compra de rompimento, mesmo que atrasada, podendo encontrar um preço ideal e obter lucros.

É comum que os rompimentos gerem retração e, mesmo quando um investidor não consegue negociar em determinado período, poderá solicitar uma nova entrada.

Assim, Pullback consegue que seja rompida a consolidação da tendência repentina de alta ou queda de um preço, retornando com a movimentação de preços anterior a este momento.

Como usar Pullback 

Pullback é interessante de ser usado quando se quer saber um momento mais favorável para realizar a compra ou venda de determinadas Ações, visando a obtenção de lucros.

As melhores condições para um investidor são comprar Ações a um preço baixo e vender a um alto valor, para que seja possível ter lucros.

Na correção natural dos preços de Ações, é importante saber reconhecer as tendências do mercado financeiro, antes de realizar qualquer negociação e, caso sejam negativas, esperar para operar.

É necessário realizar a análise técnica de gráficos, sendo um dos pontos mais importantes do Pullback. Os valores de certa ação podem seguir tendências de alta ou de baixa.

Porém, se, subitamente, os preços movimentam-se contrariamente a esta tendência anterior, deve-se pensar se é o momento certo para comprar ou vender.

Ou, então, deve-se analisar se essa movimentação por Pullback ocorrerá, de modo que os preços das Ações voltem a tendência anterior, em seus preços médios.

Assim, baseando-se em estratégias, é possível tomar uma melhor decisão em relação a compra ou venda de Ações. 

Pullback, por estar no mercado de Renda Variável, é mais indicado para investidores de perfil agressivo, sendo interessante acompanhar o Pullback sob as orientações de analistas financeiros.