O que é Prospecto

Prospecto é um documento destinado ao público investidor, que contém as principais informações sobre determinada empresa ou fundo de investimento.

Através do Prospecto de um fundo ou empresa, identifica-se a forma de atuação no mercado, os riscos, seus planos, sua política interna, as principais taxas de administração, direitos e responsabilidades.

Prospecto é utilizado para mostrar ao investidor interessado as perspectivas futuras daquela empresa ou fundo, analisando informações relevantes para considerar algum deles para se investir.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Prospecto de Fundos de Investimento 

Prospecto de Fundos de Investimento é um documento, então, que deverá ser obrigatoriamente apresentado ao investidor - a não ser que seja um investidor qualificado.

Nele, deverão conter as principais informações estabelecidas no regulamento de determinado fundo, como sua política de investimento, suas taxas de administração, os direitos e responsabilidades dos cotistas e administradores.

Também, o Prospecto deve incluir tudo o que é necessário para tomadas de decisões de seus investidores, como os riscos envolvidos, atuação dos ativos no mercado, entre outros.

Para realizar qualquer mudança nas condições estabelecidas em certo Prospecto, é necessário comunicar com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), sendo disponibilizada para consulta pública.

A Comissão de Valores Mobiliários pode conceder registro para venda de cotas, mas deve estar escrito no Prospecto que a veracidade das informações oferecidas pelo fundo não são responsabilidade dela.

Além disso, fundos que terão operações com maior risco, de perdas patrimoniais ou de prejuízos os quais o próprio cotista terá que arcar, devem deixar claro em seu Prospecto.

Então, é extremamente necessário que os fundos de investimento disponibilizem Prospecto aos investidores em potencial, a fim de que estes escolham os fundos que melhor se adequem aos seus interesses.  

Prospecto de Oferta Pública Inicial 

Prospecto de Oferta Pública Inicial (IPO) é o primeiro passo do processo de IPO que uma empresa toma para a preparação para sua abertura de capital aos investidores.

Neste Prospecto, todas as informações sobre a empresa estarão descritas, os dados da operação em si, a projeção pretendida do negócio, a contabilidade dos últimos três anos e seu planejamento.

Além disso, o Prospecto deve conter a situação de mercado que aquela empresa se encontra, seu quadro administrativo e seus riscos em meio ao mercado financeiro.

É indicado ao investidor que obtenha, além do Prospecto, ponderações sobre a empresa realizadas pelos analistas de sua respectiva corretora, especialmente em relação aos fatores de risco.

Quando estiver chegando a data de lançamento da abertura de capital, o Prospecto de IPO é depositado juntamente à Comissão de Valores Mobiliários.

Na divulgação do Prospecto ao mercado, é interessante que o investidor se atenha a sua corretora e/ou aos jornais, para obter o máximo de informações possível.

Neste momento, a empresa será incluída na bolsa de valores e deverá emitir comunicado oficial de lançamento à imprensa, sendo escolhida a primeira data de lançamento das ações no mercado.

Pode-se dizer, de um modo geral, que o Prospecto, seja dos fundos de investimento ou de ofertas públicas das empresas, carregam, além de informação, publicidade e estabelecimento de normas.

Prospecto deve ser analisado com cautela pelo investidor, pois a empresa ou o fundo dedicam-se ao máximo para transparecer a melhor imagem, a fim de conquistar o máximo de investidores.

Há a publicidade e a intenção de colocar os pontos mais atrativos daquele fundo ou empresa no Prospecto, ainda que ele reúna uma quantidade grande de informações detalhadas sobre ambos.

Porém, a Comissão de Valores Mobiliários é a autarquia que regulariza e fiscaliza o Prospecto, garantindo que todos os riscos possíveis estejam descritos no documento.

A instrução da Comissão de Valores Mobiliários 409, mais especificamente no seu artigo 40, especifica as condições que influenciam na tomada de decisão dos investidores.