A produção industrial brasileira subiu 0,1% em junho, após também ter registrado alta de 0,3% em maio, conforme dados divulgados nesta terça-feira (1) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Ante junho de 2022, houve alta de 0,3%. Com isso, a indústria brasileira acumula recuo de 0,3% no acumulado do ano e alta de 0,1% em 12 meses.

O indicador de junho veio melhor que o esperado pelo consenso Refinitiv de analistas, que apontava para uma queda de 0,1% na comparação mensal. Na comparação  anual, a previsão era de alta de 0,3%

Em junho, apenas uma das quatro grandes categorias econômicas e 7 dos 25 ramos industriais pesquisados mostraram alta.

Segundo André Macedo, gerente da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), os dois meses seguidos de alta não revertem a perda de abril, quando a taxa foi de -0,6%.

“Ainda que o primeiro semestre de 2023 mostre saldo positivo de 0,5% quando comparado com o patamar de dezembro de 2022, o ritmo está muito aquém do que o setor precisa para recuperar as perdas do passado recente”, comentou em nota.

Ele destacou que a produção industrial ainda se encontra 1,4% abaixo do patamar pré-pandemia de fevereiro de 2020.

Como Investir no Cenário Econômico Atual? Veja a Melhor Ação de Dividendos Hoje.

Em junho, o segmento de bens intermediários – o de maior peso no indicador – foi o único que mostrou dinamismo. Ainda que no campo negativo, a categoria saiu de uma queda de 2,1% no primeiro quadrimestre para encerrar o semestre com recuo de apenas 0,5%.

“Há uma relação muito clara com o setor extrativo, que exerce uma liderança em termos de crescimento, com expansão de 5,8% nos primeiros seis meses do ano, com destaque para minério de ferro e petróleo”, comentou Macedo.

O analista também ressaltou a importância dos resultados dos setores de alimentos, mais especificamente o do açúcar e dos itens derivados da soja e de derivados do petróleo.

Como Investir no Cenário Econômico Atual? Veja a Melhor Ação de Dividendos Hoje.

“As demais categorias econômicas não fizeram esse movimento de melhora de ritmo durante o semestre, mesmo os segmentos que fecharam com taxas positivas”, ponderou.

Na passagem de maio para junho, a maior influência positiva nos grupos de atividades veio de indústrias extrativas, que avançaram 2,9% no mês, após crescer 1,4% em maio.

“São cinco taxas positivas em seis meses, influenciadas pelo avanço na extração de petróleo e minérios de ferro”, disse Macedo, destacando que o setor é um dos poucos que estão acima do patamar pré-pandemia, com 7% de alta ante o nível de fevereiro de 2020.

Como Investir no Cenário Econômico Atual? Veja a Melhor Ação de Dividendos Hoje.

Outros setores que contribuíram para o resultado de junho de 2023 foram confecção de artigos do vestuário e acessórios (4,9%), de produtos de borracha e de material plástico (1,2%) e de produtos de metal (1,2%).

Já entre as 16 atividades em queda, coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-3,6%), veículos automotores, reboques e carrocerias (-4,0%) e máquinas e equipamentos (-4,5%) exerceram os principais impactos.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Fonte: Infomoney.