Relatório do Julius Baer Group revela que as prioridades dos bilionários mudaram ao redor do mundo. Os indivíduos e famílias mais ricas agora veem a boa saúde como um de seus ativos mais valiosos. 

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

A Pesquisa de Riqueza e Estilo de Vida do Julius Baer de 2023 rastreia o custo de bens e serviços representativos de 'viver bem' para avaliar as cidades mais caras do mundo para viver com luxo, mas também o estilo de vida do grupo demográfico de alto patrimônio líquido.

Embora o Covid 19 oficialmente não seja mais uma crise global de saúde, ele mudou a maneira como muitos de nós vemos o mundo e nossas prioridades, afirma o relatório.

Ao observar o estilo de vida e as tendências de consumo dos "indivíduos de patrimônio líquido alto" ou high-net-worth individual (HNWI) na Europa, Ásia-Pacífico (APAC), Oriente Médio, América Latina e América do Norte, suas prioridades mudaram.

A riqueza ganhou um significado mais amplo. Não se trata mais apenas do financeiro, mas também da saúde física, liberdade e segurança.

A ‘saúde e bem-estar’ continua sendo uma das principais preocupações dos HNWIs entrevistados na Pesquisa de Estilo de Vida Julius Baer deste ano, já que indivíduos e famílias agora veem a boa saúde como um de seus ativos mais valiosos. 

Além de focar em uma boa nutrição e construir melhores relacionamentos com amigos e familiares, manter-se fisicamente e mentalmente em forma é uma prioridade.

Veja com os bilionários estão 'investindo' em saúde e condicionamento físico pessoal de acordo com a pesquisa;

Saúde: o bem mais valioso

Após superar a pandemia, os entrevistados da pesquisa listaram a manutenção da saúde individual e de suas famílias como uma das principais prioridades. 

Melhorar a nutrição, reservar um tempo para se recuperar e relaxar e aumentar os níveis de condicionamento físico foram os destaques.

Mais da metade dos entrevistados em todas as regiões frequentou academias no ano passado. Na Europa e na APAC, um em cada quatro se exercitou quase uma vez por dia. 

Equipamentos de ginástica pessoais também estão no topo da lista, com exercício em casa sendo particularmente popular na APAC. 

Não é apenas a preparação física que se tornou uma despesa importante. Os HNWIs em todas as regiões estão gastando mais em seguro saúde para garantir o melhor atendimento médico caso precisem dele no futuro.

Esse 'investimento futuro' do corpo e da mente também se estende à construção de melhores relacionamentos com a família e amigos, que se mostrou uma alta prioridade em todas as regiões e à criação de um ambiente doméstico seguro e eficiente para viver e trabalhar.

Diversão também é uma prioridade

Cuidar da família e da saúde não significa que os HNWIs só querem ficar em casa. Depois de vários anos limitados ao que podem fazer e aonde podem ir, eles estão prontos para se divertir, afirma o relatório.

Isso se reflete na maior demanda por entretenimento, hospitalidade, experiências sociais, produtos de luxo, serviços premium e mais viagens.

De acordo com o relatório, os gastos com hospitalidade (refeições gourmet e hotéis cinco estrelas) aumentaram em todas as cinco regiões pesquisadas nos últimos 12 meses e são particularmente fortes na APAC e no Oriente Médio. 

Mais da metade dos entrevistados na APAC gastaram mais em restaurantes finos e hotéis, enquanto no Oriente Médio 74% dos entrevistados dizem que gastaram mais em restaurantes finos e 69% gastaram mais em hotéis cinco estrelas.

A pesquisa deste ano também revela um foco no consumo de alto padrão. Produtos, moda e acessórios, incluindo roupas de grife, relógios, bolsas e sapatos, estão no topo das listas dos entrevistados. 

Os gastos aumentaram menos na América do Norte, em níveis medianos na América Latina e na Europa, e de forma bastante significativa na APAC, mas nada se compara ao Oriente Médio que aumentou acentuadamente seus gastos discricionários, particularmente em joias finas (62%) e relógios e roupas masculinas de grife (ambos 61 por cento).

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Retorno das viagens

Com as restrições de viagem não sendo mais um problema, os HNWIs de todo o mundo estão em movimento novamente. 

As viagens a lazer e a trabalho estão em alta entre os bilionários, mas eles estão gastando mais com isso.

Segundo o relatório, as companhias aéreas subestimaram o ressurgimento da demanda e muitas tiveram que aumentar drasticamente suas tarifas para tentar compensar. Como resultado, os entrevistados tiveram que gastar mais para satisfazer seu desejo de viajar.

Comparando as viagens de negócios e de lazer, as segundas foram de longe a prioridade nos últimos 12 meses na Europa e na América do Norte, enquanto as viagens de negócios tiveram uma demanda mais forte no Oriente Médio e na América Latina.

Mas como os bilionários viajam? 

Os voos comerciais são usados ​​com mais frequência por uma parcela significativa. O uso de aeronaves particulares e serviços de fretamento privado está diminuindo em todas as regiões, exceto na América Latina, apontou a pesquisa.

Por outro lado, o uso do transporte rodoviário privado está em franco crescimento. Mais uma vez, os entrevistados na APAC foram os que mais aumentaram o uso de todas as formas de veículos. 

Embora muito tenha sido dito sobre a adoção de veículos elétricos, o uso de veículos a gasolina ou diesel ainda domina em todas as regiões, mais significativamente na APAC e no Oriente Médio. 

De forma encorajadora, no entanto, metade dos entrevistados na APAC e 40% na América Latina aumentaram o uso de veículos ecológicos, afirma o relatório.

Crescimento sustentável

Com fortes evidências sugerindo que a invasão humana e o impacto na natureza são as causas de um número crescente de riscos que ameaçam a vida, o relatório quis saber se os mais ricos estão priorizando a sustentabilidade mais do que antes.

A resposta é "sim", mas com uma lacuna perceptível de entre intenção e ação. 

Embora a sustentabilidade seja vista como um tópico importante, ela não parece desempenhar um papel importante nas decisões diárias de compra da maioria dos HNWIs, afirma o relatório.

O resultado mostra que a Europa e a América do Norte estão menos focadas em viver de forma sustentável do que outras regiões, enquanto o Oriente Médio surge como o mais ecologicamente consciente, com 56% tentando comprar produtos feitos de materiais sustentáveis e cerca de metade usando energia renovável quando possível.

No entanto, as considerações ambientais, sociais e de governança (ESG) desempenham um papel cada vez mais importante nas decisões de investimento dos HNWI. Esse sentimento é particularmente forte na América Latina, APAC e Oriente Médio, observa o relatório.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Saúde financeira não é deixada de lado

Mesmo mudando suas prioridades, o financeiro não foi ignorado pelos indivíduos de alto patrimônio. 

Talvez como reflexo da incerteza pós-pandêmica, as pessoas estão aproveitando a oportunidade para investir mais, concluiu o relatório. 

Mais uma vez, o Oriente Médio e a APAC lideram, com 67% e 73% dos entrevistados investindo mais do que nos últimos 12 meses, respectivamente.

Dado o aumento do custo de vida em todo o mundo, muitos também estão gastando mais para sustentar seus estilos de vida. No entanto, 37% dos entrevistados na América Latina estão tentando ativamente reduzir os custos enquanto aumentam seus investimentos.

Considerando onde os HNWIs investem, norte-americanos e europeus tendem a ser mais conservadores e não mudaram a diversidade e o foco de seus ativos no ano passado, optando por priorizar ações e imóveis, potencialmente para mitigar os efeitos da inflação futura. 

Já os portfólios em outras regiões estão espalhados de forma mais diversificada.

Embora todas as regiões vejam o aumento da riqueza como seu principal objetivo de investimento, os HNWIs na APAC e no Oriente Médio parecem mais interessados ​​em investir em tendências futuras e alinhar seus investimentos com seus valores pessoais do que seus colegas na Europa e na América do Norte.

Encontrando o equilíbrio

No geral, o relatório mostra que os bilionários estão gastando mais, viajando mais e cuidando mais de si, tanto fisicamente como psicologicamente.

No entanto, também estão se preparando e investindo para o futuro e considerando o impacto de suas decisões. Família, saúde e resiliência são as principais prioridades.

Enquanto o mundo lida com o legado do vírus, uma perspectiva financeira imprevisível e uma guerra sendo travada na Europa, é mais importante do que nunca ter um plano para a família e as finanças, conclui o relatório.

Por isso, aproveite o hoje, mas também esteja preparado para o que o amanhã possa trazer.

Conte com um consultor de investimentos para te ajudar com sua carteira e tenha mais tempo para desfrutar das outras áreas da sua vida.

Informe o DDD + 9 dígitos