O que é Previdência Complementar

Previdência Complementar é uma alternativa adicional de plano de aposentadoria, que não envolve instituições governamentais nem públicas.

Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

Previdência Complementar é uma opção de aposentadoria privada, que pode auxiliar a inteirar os ganhos da Previdência de um trabalhador, sendo administradas por seguradoras ou corretoras de valores credenciadas.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona Previdência Complementar

Previdência Complementar auxilia a aumentar a renda do aposentado além de sua Previdência Social, cujo teto é de até R$5.800 de mensalidade.

Previdência Complementar é interessante para que o trabalhador possa assegurar um valor maior de recebimento mensal após aposentar-se, que não desvalorize seu salário de quando era ativo.

Com Previdência Complementar, há também a opção do trabalhador resgatar todo seu patrimônio de uma única vez, dependendo das normas e regras estipuladas pelo plano contratado.

Ao contratar uma instituição financeira, responsável pela Previdência Complementar, a pessoa deve atentar-se ao tipo de plano escolhido, o valor mensal a ser pago e o prazo para que possa resgatar.

Previdência Complementar é investimento de longo prazo, que se beneficia quando o tempo de contribuição do trabalhador é maior, pois, assim, haverá acumulado maior patrimônio e taxas de juros.

Para começar a contribuir em uma Previdência Complementar, além de eleger a melhor instituição financeira credenciada, o trabalhador também tem a obrigação de contribuir todo mês.

Então, essa aplicação será feita nos fundos de Previdência Complementar que são geridos pelos bancos e seguradoras especializadas nesta função.

Há muitas opções de fundos de Previdência Complementar, sendo interessante definir o Perfil de investidor antes de determinar em qual deles irá aplicar, que varia entre agressivo, moderado e conservador.

Um perfil agressivo tende a aplicar em fundos de renda variável, pois está disposto a se arriscar mais. Os fundos podem englobar, por exemplo, ações, fundos imobiliários, entre outros.

Já um perfil conservador tende a aplicar em fundos de renda fixa, pois uma de suas características é a de não correr riscos.

Seus fundos podem englobar CDBs, títulos públicos, por exemplo.

E, por fim, um perfil moderado tende a aplicar tanto em fundos de renda fixa quanto de renda variável, dependendo de quanto quer correr riscos e de quanto tem para investir.

Tipos de Previdência Complementar 

Previdência Complementar pode ser categorizada em dois tipos de planos:

  • Abertos;
  • Fechados.

Previdência Complementar aberta é determinada pelos planos que podem ser adquiridos tanto por pessoas físicas quanto jurídicas, sendo oferecidos por bancos e seguradoras.

O titular é responsável pela realização dos aportes e cabe a ele eleger se quer receber seu patrimônio posteriormente em um único resgate ou como benefício mensal.

Há alguns planos abertos que são mais recorrentes, como o PGBL - Plano Gerador de Benefício Livre e o VGBL - Vida Gerador de Benefício Livre.

Já a Previdência Complementar fechada geralmente são planos fechados que as empresas contratam para completar a aposentadoria de seus colaboradores.

Dessa maneira, as empresas também irão contribuir na Previdência Complementar junto aos seus funcionários.

Há, também, os planos fechados instituídos, nos quais o próprio trabalhador contribui, não havendo o auxílio da empresa.

No tipo de Previdência Complementar fechada, não há a intenção de fins lucrativos, ao contrário da Previdência Complementar aberta.

Além da própria empresa do funcionário, esses planos são administrados por fundações ou entidades em forma de sociedade civil, sem fins lucrativos.

No Brasil, a Previdência, de uma forma geral, tem as categorias de Previdência Social, Previdência Complementar e Previdência dos Servidores Públicos Federais.

Previdência Social é administrada pelo INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), assim como a  Previdência dos Servidores Públicos Federais.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o que é previdência complementar, consulte o artigo completo sobre Previdência Complementar.