O que é Prêmio - Opção

Prêmio - Opção é uma quantia paga pelo investidor, para que tenha um direito de comprar ou vender determinado ativo com um valor pré-determinado, estabelecido em contrato, em uma data futura.

Esse valor pré-determinado também é chamado de Preço de Exercício, estabelecido no momento em que se firma um contrato de direito sobre um ativo, chamado Opção.

Assim, o titular do ativo tem o direito de vendê-lo ou comprá-lo, pelo mesmo Preço de Exercício, mas em uma data futura. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Características de Prêmio - Opção 

Prêmio - Opção ocorre em uma transação em um pregão da bolsa de valores, a qual envolve um acordo entre titular e lançador, dando ao titular o direito de venda ou compra.

Esse direito é dado ao investidor e ele pode usá-lo ou não, ficará ao seu critério.

O valor estabelecido do Prêmio - Opção dependerá de duas condições principais:

  • Tendências de preço;
  • Oferta e demanda.

Primeiramente, dependerá das tendências de preço, pois as negociações das opções sofrem pela alta ou baixa do preço dos ativos em questão.

Além disso, o Prêmio - Opção também é resultado da oferta e demanda, ou seja, da quantidade de investidores visando compra ou venda de determinada opção.

O Prêmio - Opção pode ser calculado através da soma do valor intrínseco e do valor extrínseco de uma opção.

O valor intrínseco é definido como o preço de uma opção em relação ao preço do ativo objeto e não sofre influência de juros, nem de prazo para vencimento do contrato de direito.

O valor extrínseco corresponde à parte do Prêmio - Opção que pode sofrer risco, ou que atribui-se o custo de oportunidade e expectativas sobre o comportamento do ativo.

Os ativos relativos ao Prêmio - Opção são os mais variados, podem ser Ações, títulos, commodities e moedas, por exemplo.

No mercado de opções, há algumas vantagens. Quando neste ambiente, os investidores conseguem uma maior segurança contra a oscilação do mercado e volatilidade dos preços.

Essas características se devem ao fato do Prêmio - Opção ser um direito de escolha do investidor no futuro, garantido por contrato, pago pelo próprio investidor.

A negociação de determinado objeto ocorre de forma transparente, envolvendo duas partes, o titular e o lançador.

O titular (comprador) tem o direito de recorrer ao Prêmio - Opção e o lançador (vendedor), o de atender ao direito requisitado pelo titular, em qualquer momento, recebendo o valor do Prêmio - Opção.

O titular, no mercado de opções, corre o risco de perder o valor do Prêmio - Opção. Já o lançador está mais exposto a riscos maiores, não apenas de perder o valor do Prêmio - Opção.

Exemplo de Prêmio - Opção

No mercado de opções, pode-se assegurar o Prêmio - Opção em diversos tipos de ativos, como commodities, ações, títulos, entre outros.

Segundo o Portal do Investidor do Governo Federal, através do mercado de opções, é possível fazer uma estimativa de lucro de algum ativo. Usemos como exemplo as commodities de milho.

Um produtor de milho ainda não terminou de colher sua safra, de aproximadamente 200 sacas, mas tem o receio de que, ao vendê-la dali 30 dias, o preço caia.

Então, quer proteger do risco, projetando alguma margem de lucro no preço de venda. Compra opções de venda de milho cujo Preço de Exercício é de 120 dólares, cada saca. 

Esse valor é negociado na bolsa de valores, visando um prazo de 30 dias, cujo Prêmio - Opção é de 5 dólares por saca. Desta forma, terá gastado 1.000 dólares no contrato de direito de venda.

Essa quantia do Prêmio - Opção, 1.000 dólares, é o equivalente a 200 sacas, cujo valor é 5 dólares cada uma.

Se, na data de vencimento da opção, o valor da saca for inferior a 120 dólares, o produtor de milho poderá vender a 120 dólares cada saca, conforme firmado no contrato de direito.

Assim, o Prêmio - Opção será deduzido do valor resultante - 24 mil dólares -, possibilitando seu lucro.