O que é Preços Administrados

Preços Administrados é um conjunto de valores estabelecidos por contrato, que podem depender ou não de órgãos do Poder Público, pouco sensíveis à oferta e demanda.

Preços Administrados podem não ser tão influenciados pela oferta e demanda, nem regulados diretamente por agências do governo.

Ou, também, podem sofrer alguma alteração diretamente relacionada com oferta e demanda, e acabam dependendo de algum órgão público.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Características de Preços Administrados 

Preços Administrados são pouco sensíveis à oferta e demanda, podendo ser regulados diretamente por órgãos do Poder Público, ou não.

Também, Preços Administrados podem influenciar nas metas para inflação (IPCA), tendo um peso relativamente significativo em relação aos demais fatores que ela determina.

Segundo o Banco Central do Brasil, em 2017, por exemplo, Preços Administrados compunham 24,5% dos valores estimados para o cálculo do IPCA.

Preços Administrados incluem várias categorias de serviços, produtos e impostos. São elas:

  • Impostos e taxas;
  • Serviços de utilidade pública;
  • Derivados de petróleo;
  • Preços virtualmente livres.

Em relação aos impostos e taxas, temos o IPVA, IPTU, taxas de água e esgoto, multas. 

Nos serviços de utilidade pública, são os serviços que o Poder Público regula suas tarifas, através de agências reguladoras ou fiscalizadoras. 

Incluem-se os serviços de telefonia, pedágio, energia elétrica, planos de saúde, ônibus urbano, metrôs, correios.

Em relação aos derivados do petróleo, que têm principal influência do mercado internacional e das taxas de câmbio, incluem a gasolina e o óleo diesel.

E os Preços Administrados virtualmente livres são itens como o álcool e as passagens aéreas.

Além destas categorias, nos Preços Administrados também estão inclusos serviços de medicação, habitação, gás veicular e jogos de azar.

Preços Administrados costumam ser reajustados anualmente e sofrem influência de alguns fatores, como:

  • Inflação de cada setor;
  • Produtividade;
  • Taxa de câmbio;
  • Taxa de desemprego.

Primeiramente, a inflação de cada setor pode ser específica, dependendo de alguns índices específicos, como o IGP-M no tarifário de energia, ou de indexadores próprios das empresas/setores.

Os ganhos de produtividade também influenciam bastante nesses valores, assim como a taxa de desemprego e demanda por serviços de determinados setores.

Por exemplo, os Preços Administrados de plano de saúde não oscilam tanto devido às taxas de câmbio, mas, sim, pela taxa de desemprego e pela demanda de serviços.

Mas, a taxa de câmbio pode impactar em alguns custos e índices, como o IGP-M, como no caso do setor da energia, cujos contratos são diretamente influenciados.

Impacto de Preços Administrados

Preços Administrados impactam diretamente o sistema econômico do país. Algumas das consequências são:

  • Pressão inflacionária;
  • Pouca competitividade;
  • Influência em outros setores da economia.

O governo pode se comportar de forma lenta para reajustar os preços.

Esta política pode gerar uma alta pressão inflacionária, pois, devido à demora, quando ocorre um reajuste de fato, os preços sofrem elevado aumento porque foram contidos durante um longo período.

Com isso, pode gerar pouca competitividade entre os produtos e itens de Preços Administrados. Com uma menor competição, talvez haja uma redução na qualidade dos produtos no mercado.

Também, aqueles produtos e serviços nos quais o Governo influencia na regulamentação podem impactar outros setores da economia.

Isso pode acontecer, pois alguns produtos com Preços Administrados podem ser a base de outros setores econômicos, além de auxiliarem em seu desenvolvimento.

Por exemplo, caso haja aumento no preço de derivados de petróleo, como a gasolina, afetando o aumento nos preços de produtos de categorias que têm como base os preços livres.

Como, por exemplo, nas passagens aéreas, que dependem do combustível para o funcionamento dos aviões.

Assim, Preços Administrados sofrerão bastante impacto de pressão inflacionária, da baixa na competitividade e da conjuntura de outros setores da economia.