O que é Pré-fixado

Pré-fixado é uma característica de investimentos em renda fixa, cuja rentabilidade já está pré-definida e fixada no dia em que se investe.

Assim, é conhecida previamente a rentabilidade do Pré-fixado, sendo que esta não é dependente de índices para determiná-la.

Portanto, todo rendimento é estabelecido nominalmente sobre esses investimentos, no momento em que se investe.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Características de Pré-fixado 

Como principal característica, Pré-fixado terá seu valor estabelecido de forma nominal, no instante do investimento. Além disso, também é definido por: 

  • Maior risco;
  • Sem oscilação conforme indicadores econômicos; 
  • Risco maior de desvalorização em relação à inflação - quando comparamos ao Pós-Fixado;
  • Período de longo prazo;
  • Investidores com maior experiência;
  • Relação entre rentabilidade e juros.

Pré-fixado assume um risco maior do que o Pós-fixado, pois é possível perder mais dinheiro em relação à inflação do que comparando-se a esta outra categoria.

O valor nominal não oscilará em relação aos indicadores econômicos do país, como à taxa básica de juros (Selic) ou à inflação determinada pelo IPCA.

Mas, ao mesmo tempo, corre maior risco de desvalorização perante ao valor nominal.

Por exemplo, caso um investimento Pré-fixado tenha sua rentabilidade definida em 5%, mas a inflação daquele período de aplicação foi também de 5%, seu lucro será zerado.

Também, é indicado a longo prazo, visto que o rendimento nominal pode ser perdido se a quantia for retirada antes do tempo previsto pela aplicação, ou seja, da data de vencimento.

Assim, poderá perder rentabilidade e, até mesmo, pagar maiores taxas por essa transação antes do tempo acordado.

Não somente, quando a aplicação é feita, pode-se optar por receber os lucros semestralmente também, ou seja, pagamentos dos juros regularmente a cada seis meses. 

Ainda, Pré-fixado costuma atrair mais aos investidores com maior experiência no mercado financeiro, devido à uma maior maleabilidade por partes destes para movimentar essas aplicações sem ocorrer perdas.

Por fim, deve-se considerar a relação entre a rentabilidade e as taxas de juros, especialmente a de juros básica, Selic.

Em uma conjuntura de queda de juros, a rentabilidade será alta, pois quando o Pré-fixado vale mais do que o juros, a sua rentabilidade será maior.

Exemplos de Pré-fixado 

O CDB ou Certificado de Depósito Bancario é um investimento que pode ser tanto de caráter Pré-fixado quanto Pós-fixado e, até mesmo, do tipo híbrido.

Especificando o CDB Pré-fixado, é interessante ser realizado pelo investidor que planeja a longo prazo ou, mesmo, tenha um período de tempo pré-definido para essa aplicação.

CDB Pré-fixado renderá conforme a rentabilidade combinada em sua instituição financeira, até uma data de vencimento.

Não é garantia, no entanto, que receba todo o valor gerado, caso ele escolha retirar essa quantia antes do tempo estabelecido.

Os juros vão interferir nessa rentabilidade, sendo assim, é recomendado que cumpra o prazo pré-determinado no acordo inicial

Também, é possível realizar um CDB híbrido, composto por um prêmio de juros e correção do IPCA, sendo, respectivamente, ativos em renda fixa e renda variável.

Assim, o CDB híbrido terá uma data de vencimento estabelecida e sua rentabilidade ocorrerá através de uma taxa de juros anual fixa aliada à taxa IPCA do período.

Ou seja, a correção do valor investido terá influência tanto da taxa de juros anual quanto da inflação acumulada corrigida neste intervalo de tempo determinado.

Em um cenário em que a inflação está baixa, é muito favorável ter esse ativo híbrido, pois, enquanto outros investimentos do tipo Pré-fixado desvalorizam, a inflação continuará corrigindo valores.

Outro exemplo é o Tesouro Direto Pré-fixado. São títulos públicos em renda fixa, pertencentes ao Tesouro Nacional, dos quais já se sabe sua rentabilidade antecipadamente.

É interessante, pois qualquer cidadão, com uma baixa quantia em dinheiro, pode investir no mesmo, recebendo determinada taxa de juros, sendo um dos investimentos mais seguros em renda fixa.