PPLA11 Dispara 38% na Bolsa de Valores com Volume Recorde
| ,

PPLA11 Dispara 38% na Bolsa de Valores com Volume Recorde

Ação PPLA11 dispara 38% na bolsa de valores em 7 dias e alta do volume negociações chama a atenção de investidores.

Por
Atualizado em 22/01/2020
Avalie esse texto

Ação PPLA11 dispara 38% na bolsa de valores (B3) no mês, com dias consecutivos de volume recorde de negociações.

O volume médio diário negociado nos últimos 21 dias é de R$ 3,43  milhões e o fechamento de ontem (21/01) alcançou R$ 12 milhões, algo que despertou a atenção de diversos investidores.

Agora muitas pessoas se perguntam o que tem levado à essa forte procura pelas ações?

Alguns investidores acreditam que as ações estão sendo manipuladas, devido às suas fortes valorizações nos últimos dias, já que não foi divulgado nenhum fato relevante pela empresa PPLA Participations.

Confira as maiores altas e baixas da PPLA11 na bolsa de valores, motivos das quedas e tudo sobre a empresa.

PPLA11 Dispara na Bolsa de Valores

Em 4 de outubro de 2019 a PPLA11 despencou 37% no dia, devido à desistência da oferta pública de aquisição (OPA), para remover a companhia da B3 (B3SA3).

Esse fato relevante levou as units fecharam em queda de 37,34% , a 2,50 reais no Ibovespa no dia.

Desde o anúncio da OPA, em abril de 2019, as ações haviam se valorizado 48,3%.

Gráfico: Altas e Quedas da PPLA11 na Bolsa.
Gráfico: Altas e Quedas da PPLA11 na Bolsa.

Porém recentemente o papel voltou a apresentar um forte volume de negociação, o que levou o papel a apresentar uma alta de 33% em apenas 7 dias, sem nenhum fato relevante divulgado pela empresa.

Veja o gráfico da rentabilidade das ações de acordo com o período.

Gráfico: Rentabilidade da PPLA11.
Gráfico: Rentabilidade da PPLA11. Fonte: GuiaInvest.

* rentabilidade com data de fechamento no dia 21/01.

Conheça um pouco mais sobre a empresa e estrutura organizacional.

Banner will be placed here

O que é a PPLA Participations (PPLA11)

A PPLA Participations (PPLA11) representa a unidade de investimentos do grupo BTG Pactual Holding (BPAC11).

O objetivo da PPLA Participations é para realizar diversos investimentos, incluindo estrangeiros e alguns brasileiros.

A PPLA Participations é o sócio administrador (general partner) da PPLA Investments, que é o veículo pelo qual os investimentos são realizados.

As áreas de atuação são Principal Investments e Private Equity.

Principal Investments

Atividades de investimento em posição proprietária em uma ampla gama de instrumentos financeiros.

Incluindo investimentos em Merchant Banking e investimentos imobiliários principalmente no Brasil e investimentos em uma variedade de instrumentos financeiros no mercado global.

Private Equity

As atividades de private equity referem-se à gestão de fundos de private equity, que são Investimentos realizados em ações de sociedades de capital fechado ou de capital aberto.

Essas ações não podem ser negociadas livremente em bolsas de valores, seu capital é financiado por terceiros investidores qualificados e pela própria Companhia.

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

Estrutura Organizacional

Confira abaixo a estrutura organizacional da PPLA Participations.

PPLA Estrutura Organizacional
PPLA Estrutura Organizacional

Histórico da PPLA Participations

A PPLA Participations foi constituído em 26 de março de 2010, em Bermudas, sob a forma de uma limited liability company de prazo indeterminado, já com o objetivo de ser o veículo de investimento do mercado na PPLA Investments, que, por sua vez, foi constituído em outubro de 2008.

Em 31 de março de 2010, ocorreram reorganizações societárias e aquisições que fizeram com que a PPLA Investments controlasse, indiretamente, a maioria das companhias de Merchant Banking dos sócios do Banco BTG Pactual e, dessa forma, a PPLA Investments deveria consolidar os ativos, passivos e resultados operacionais dessas companhias em suas demonstrações financeiras.

Em dezembro de 2010, os Membros do Consórcio adquiriram ações Classe D da PPLA Participations e participações Classe D na PPLA Investments, as quais representavam, antes da conclusão da oferta pública inicial, 16,0% do capital social total da PPLA Investments.

Em 25 de julho de 2011, foi aprovada pelo Banco Central uma reestruturação societária por meio da qual controladas até então da PPLA Investments, responsáveis pela condução das plataformas internacionais do Grupo BTG Pactual em Londres, Nova Iorque e Hong Kong.

Foram transferidas para o Banco BTG Pactual, aumentando a segregação entre a PPLA Investments e o Banco BTG Pactual.

Essas transferências foram efetuadas pelo valor contábil e totalizaram US$188,1 milhões.

Em abril de 2012, o Grupo BTG Pactual completou sua oferta pública inicial de units na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), conhecida como BM&FBOVESPA na época, e na Alternext Amsterdam.

Em outubro de 2013, as units do Grupo BTG Pactual deixaram de ser negociadas no segmento Alternext da NYSE Amsterdam e passaram a ser negociadas e listadas no segmento Euronext da NYSE Amsterdam.

Em 16 fevereiro de 2017 as ações passaram ser negociados na B3 sob o ticker BPAC11.

Assim, cada Units BPAC11 corresponde por uma ação ordinária e duas ações preferenciais classe A.

A PPLA Participations também apresentam BDR´s negociada pelo ticker BBTG12 equivalente a um BDR de uma ação classe A e dois BDR´s de uma ação classe B, ambos emitidos pela BTGP.

Em 4 de agosto de 2017, houve a migração automática dos titulares remanescentes de units BBTG11, dessa forma cada unit BBTG11 passou a valer uma unit BPAC11 e uma unit BBTG12.

Posteriormente, houve o grupamento das ações Classe A e Classe B da companhia, assim a unit e os BDR´s de emissão da companhia passaram a ser negociados através do tickers “BBTG12” e “PPLA11” respectivamente.

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

Vantagens Competitivas e Estratégia da PPLA

A PPLA Participations acredita em uma grande ascensão no Brasil, desse modo pretende continuar sua atuação nos segmentos de Merchant Banking e private equity.

Mantendo uma enorme rede de contatos com um significativo volume de negócios, a empresa se destaca de seus concorrentes, oferecendo a seus clientes diversas oportunidades atrativas de investimento.

Sendo assim, a PPLA Participations atuaria como gestor de investimento atraindo potenciais clientes, e a PPLA Investments atuará com uma investidor âncora acumulando participação significativa em fundos no segmento de Merchant Banking.

PPLA vs Banco BTG Pactual

Muitos investidores ficam com dúvida qual a relação entre a PPLA Participations, Ltd. (PPLA11) e o Banco BTG Pactual (BPAC11), veja abaixo os esclarecimentos de mercado feito pelas companhias:

Apesar do Banco BTG Pactual S.A. participar da mesma estrutura acionária que a PPLA Participations, as duas companhias apresentam suas operações separadas.

Lembrando que as units “PPLA11” são compostas apenas por valores mobiliários de emissão da PPLA Participations.

Se você está pensando em investir em ações dessas empresas é recomendável que tenha conhecimento dos riscos inerentes aos negócios da PPLA e ao investimento nas units PPLA11.

Por se tratar de um investimento considerado de renda variável apresentando risco ao investidor, não sendo adequado a investidores avessos ao riscos relacionados à volatilidade do mercado de capitais.

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

Conclusão

Cabe ressaltar que uma empresa do portfólio da PPLA é a Brasil Pharma, que em 06 de Junho de 2019, divulgou que sua administração decidiu pelo ajuizamento do requerimento de falência.

Alegando não ser capaz de vislumbrar perspectivas para sua continuidade operacional, tampouco obter novos recursos para continuidade do cumprimento das obrigações previstas no Plano de Recuperação Judicial.

A administração avaliou os possíveis impactos e não possui expectativas de recebimentos relacionados a essa operação.

Durante o exercício findo em 31 de dezembro de 2018, devido à situação financeira da Brasil Pharma S.A. (“BR Pharma”) e ao recente pedido de recuperação judicial realizado pela entidade, foi registrada uma redução adicional nos créditos mantidos com a PPLA Investments no montante de R$ 262 milhões.

Somado a outros desafios, a empresa reportou um prejuízo de R$ 0,1 milhões no 3T2019. 

As demonstrações financeiras e os resultados da PPLA Participations são reflexo da sua participação no capital da PPLA Investments, que em 30 de setembro de 2019 era de 0,14%.

A PPLA Investments, por sua vez, teve perdas principalmente relacionadas às despesas financeiras provenientes do custo da sua própria dívida.

Considere estes fatores de riscos antes de efetuar seus investimentos.

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais