A Porto Seguro (PSSA3) fechou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido recorrente de R$ 206,5 milhões, queda de 47,5% em relação ao mesmo período do ano passado, e de 45,6% ante o segundo trimestre deste ano.

A empresa passa a reportar, a partir deste trimestre, os resultados e rentabilidades considerando a combinação de negócios da transação com o Itaú Unibanco (ITUB4).

No período, o retorno sobre o patrimônio médio (ROAE, na sigla em inglês) da Porto caiu 9,1 pontos porcentuais em relação ao mesmo intervalo de 2020, para 9%.

O patrimônio líquido médio da empresa subiu 5,2% no período, para R$ 9,135 bilhões.

A sinistralidade total da Porto Seguro, de 55,3%, subiu 8,4 pontos porcentuais em relação ao mesmo intervalo do ano passado.

No indicador, segundo a empresa, a maior mobilidade da população no trimestre levou ao aumento da sinistralidade no segmento auto.

"Por outro lado, a sinistralidade do Vida recuou de 75,4% no 2T21 para 47,0% no terceiro trimestre (-28,4 p.p.), uma melhora significativa, decorrente da redução do número de mortes por covid-19", afirma a empresa.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

O índice combinado da Porto Seguro na vertical de seguros foi de 95,2% no trimestre, alta de 7,3 pontos porcentuais no espaço de um ano.

A elevação da sinistralidade no seguro auto foi a responsável pelo aumento, assim como a volta dos procedimentos eletivos na operação de saúde diante do arrefecimento da pandemia.

Entre julho e setembro, a receita total da Porto Seguro foi de R$ 5,613 bilhões, alta de 15,4% em relação ao mesmo período do ano passado, e de 13,3% em um trimestre.

A companhia destaca, em material enviado à imprensa, que cresceu duplos dígitos em todas as verticais, em especial nos seguros de automóveis.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

No trimestre, a base de veículos segurada foi a 5,8 milhões, recorde histórico e um aumento de 419 mil em um ano.

Ao todo, a seguradora emitiu R$ 3,917 bilhões em prêmios no trimestre, alta de 11,9% em 12 meses e de 14,3% em três.

A operação de auto, a principal da Porto Seguro, teve aumento de 12,5% nos prêmios, em termos consolidados. No Porto Seguro Auto, a elevação foi de 14,6%, e no Azul, de 8,6%.

Na vertical de saúde, a Porto observou alta de 20% nos prêmios emitidos e receitas em base anual, para R$ 593,4 milhões.

Em negócios financeiros, as receitas subiram 28,8% em termos anuais, para R$ 948,7 milhões.

Fonte: Estadão Conteúdo.