O que é Ponto de Venda

Ponto de Venda é o local onde uma empresa expõe e vende seus produtos da melhor maneira, sempre buscando atrair o seu público-alvo.

Também, tem o intuito de fidelizar seu cliente, proporcionando as melhores condições no ambiente, de acordo com o perfil de pessoa que pretende alcançar.

Ponto de Venda, também conhecido como PDV, é um espaço físico, e, nas últimas décadas, vem sentindo a concorrência do ambiente virtual, mais especificamente das e-commerces.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Características de Ponto de Venda 

Ponto de Venda deve representar um determinado conceito, segundo seu objetivo de venda, de forma que atraia clientes. Há diversas características a se considerar na sua concepção, para isso ocorrer.

São elas:

  • Layout arquitetônico;
  • Localização;
  • Música;
  • Aromatização e ventilação;
  • Iluminação;
  • Decoração e disposição de produtos;
  • Promoções;
  • Comunicação interna;
  • Treinamento da equipe;
  • Variedade de produtos;
  • Tecnologia de softwares.

Primeiramente, em relação ao layout e local em si, é preciso planejar e pesquisar se aquela localização tem potenciais clientes, se há intenso fluxo de pessoas ao seu redor, por exemplo.

Também, em relação ao Ponto de Venda, deve-se considerar se a volumetria e as cores da fachada são harmônicas, assim como a vitrine, o letreiro, tentando prever sua atratividade.

Internamente, além da disposição dos produtos, é necessário considerar o acesso aos banheiros, por parte dos funcionários e dos clientes, áreas de descanso, depósitos e limpeza constante.

No ambiente interno, é interessante elencar músicas que envolvam e se adequem aos clientes e ao conceito do Ponto de Venda, além de ter preocupação com o volume em que são tocadas.

Ainda, a aromatização e ventilação são essenciais para o Ponto de Venda, pois, a primeira pode ser harmonizada com características semelhantes às dos produtos.

E a segunda deve causar um conforto térmico ao local, de forma que o cliente sinta-se à vontade, sem o repelir com grandes oscilações de temperatura.

Em relação à decoração e disposição de produtos, é interessante criar certo dinamismo, de forma que os produtos estejam de acordo com cores, ângulos, iluminação, ou seja, tornando-os mais atrativos.

Para promoção destas empresas, deve-se criar campanhas para promover seus produtos, criando frequentemente descontos chamativos, além de se alinhar com datas comemorativas, de maneira que aumentem suas vendas.

Na comunicação interna, é importante desenvolver cartazes simples e diretos, usando letras e cores contrastantes, locando em espaços chamativos da loja para estimular caminhos naturais de seus clientes.

Já em relação à equipe, é necessário treiná-los para melhor atender os consumidores, de maneira educada e simpática, mostrando-se sempre disponível para ajudá-los.

Um detalhe importante é que os uniformes e crachás devem estar relacionados com o layout escolhido da empresa, tendo a comunicação interna e externa iguais.

Na questão da variedade de produtos, deve-se considerar qual tipo de empresa é. Se for um supermercado, é necessário haver grande variedade; uma loja de roupas, muitos produtos à disposição. 

Tecnologia e Ponto de Venda 

É importante usar a tecnologia para beneficiar constantemente os processos do Ponto de Venda, inclusive elegendo um software que melhor se adeque às suas necessidades.

Primeiramente, é interessante escolher um software que agilize os processos cotidianos da empresa, salve os dados dos clientes, faça as movimentações de entrada e saída de caixa.

Também, é possível montar um planejamento financeiro que englobe os fornecedores, fluxo de caixa,  custo variável, produtos disponíveis e reposições, custos fixos e informações dos funcionários.

Em relação especialmente aos funcionários, deve-se eleger um software que também auxilie na contabilidade de seus pagamentos, sistematizando valores, benefícios como Previdência Privada, vales alimentação e transporte, entre outros.

Deve-se visar a segurança, estabilidade e velocidade de execução da tecnologia usada. Além disso, a adaptabilidade da mesma, ou seja, se os funcionários saberão manejar com habilidade, ou aprender rapidamente. 

Assim, o software e demais tecnologias utilizadas auxiliarão muito no desempenho do Ponto de Venda e na aceleração de processos internos e externos, com clientes, funcionários e fornecedores.