PetroRio Conclui Compra de 28,6% de Bloco no Campo de Wahoo
| ,

PetroRio Conclui Compra de 28,6% de Bloco no Campo de Wahoo

A transação de aquisição ocorreu em 4 de março de 2021 e com isso a PetroRio passa a deter 64,3% do Campo de Wahoo.

Por
Atualizado em 09/07/2021

A PetroRio (PRIO3) informou que a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou a cessão da participação de 28,6% no Bloco BM-C-30, Campo de Wahoo, da Total E&P do Brasil para a companhia.

A transação ocorreu em 4 de março de 2021 e com isso a PetroRio passa a deter 64,3% do Campo.

A operação irá permitir a criação de um segundo cluster de produção através da interligação (tieback) de Wahoo a Frade, dando sequência à estratégia de otimização operacional dos seus ativos, argumenta a PetroRio.

Banner will be placed here

O primeiro óleo de Wahoo está previsto para o início de 2024. A companhia afirma em comunicado que o Campo de Wahoo possui aproximadamente 125 milhões de barris classificados como recursos 1C, além de aproximadamente 7 milhões de barris 1C a serem adicionados ao campo de Frade.

De acordo com o relatório de certificação de reservas da DeGolyer & MacNaughton realizado em 2021.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da PetroRio no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado da PetroRio (PRIO3) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 03 de maio, apresentou um prejuízo líquido (excluindo o IFRS 16) de R$ 39,7 milhões no 1T21, versus um lucro de R$ 46,2 milhões em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda da PetroRio atingiu R$ 407,7 milhões no 1T21, apresentando crescimento de 176% na comparação com o 1T20.

A Margem Ebitda da PetroRio totalizou 62% no 1T21, apresentando retração de 4,0 pontos percentuais na comparação com o 1T20. 

A Margem Líquida da PetroRio atingiu -6,0% no 1T21, apresentando retração de-26,7 pontos percentuais na comparação com o 1T20.

As ações da PetroRio (PRIO3) acumulam queda de 4,67% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 165,76% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE