Petrobras (PETR4): Venda da RLAM é Comunicada ao Cade
| , ,

Petrobras (PETR4): Venda da RLAM é Comunicada ao Cade

O contrato de venda foi firmado entre a Petrobras e a MC Brazil Downstream Participações, empresa do grupo Mubadala Capital.

Por
Atualizado em 17/05/2021

A Petrobras (PETR4) comunicou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, para o fundo de investimento Mubadala, dos Emirados Árabes.

O ato de concentração foi publicado no Diário Oficial da União na sexta-feira, 14. O Conselho de Administração da petroleira aprovou a venda da instalação por US$ 1,65 bilhão em março, mas o negócio depende ainda de aprovação da autarquia concorrencial.

Banner will be placed here

O contrato foi firmado entre a petroleira e a MC Brazil Downstream Participações, empresa do grupo Mubadala Capital.

A empresa informou que manterá normalmente a operação da refinaria e de todos os ativos associados até o cumprimento das condições precedentes e o fechamento da transação.

A Petrobras disse ainda que vai apoiar o Mubadala nas operações da RLAM durante um período de transição, por meio de um acordo de prestação de serviços.

Como ser Sócio dos Melhores Negócios? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Empresas para Investir”.

Resultado da Petrobras no Quarto Trimestre de 2020

O resultado da Petrobras (PETR4) no quarto trimestre de 2020 (4t20), divulgado no dia 24 de fevereiro, apresentou um lucro líquido de R$ 59,9 bilhões, alta de 634,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 47,0 bilhões no 4t20, apresentando crescimento de 28,8% na comparação com o 4t19.

A margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 63% no 4t20, apresentando crescimento de 18 pontos percentuais na comparação com o 4t19. 

A Margem líquida da Petrobras atingiu 79,9% no 4t20, apresentando crescimento de 69,9 pontos percentuais na comparação com o 4t19.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam alta de 4,79% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 56,10% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE