Petrobras (PETR4) Registra Recorde de Vendas de Diesel S-10
| , ,

Petrobras (PETR4) Registra Recorde de Vendas de Diesel S-10

O recorde das vendas do Diesel S-10 refletem os esforços da Petrobras em ampliar a oferta do produto com menor teor de enxofre.

Por
Atualizado em 13/05/2021

A Petrobras (PETR4) informou que no mês de abril registrou vendas totais de diesel na ordem de 824 mil bpd, representando crescimento de 59% na comparação com as vendas de abril de 2020.

Na comparação com o mês de abril de 2019, sem os impactos na demanda decorrentes da pandemia, houve crescimento de 12%.

Banner will be placed here

Também em abril de 2021, a Petrobras superou o recorde de vendas de Diesel S-10 com baixo teor de enxofre, alcançando a marca de 437 mil bpd.

Este valor supera em 4,4% o recorde anterior de 418 mil bpd, registrado em março de 2021.

O recorde das vendas do Diesel S-10 e o crescimento das vendas totais de diesel refletem os esforços bem-sucedidos da companhia em ampliar a oferta do produto com menor teor de enxofre, em substituição ao Diesel S-500.

As ações comerciais e operacionais implementadas com o objetivo de mitigar os efeitos da pandemia da Covid-19 sobre a demanda de combustíveis.

Como ser Sócio dos Melhores Negócios? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Empresas para Investir”.

Resultado da Petrobras no Quarto Trimestre de 2020

O resultado da Petrobras (PETR4) no quarto trimestre de 2020 (4t20), divulgado no dia 24 de fevereiro, apresentou um lucro líquido de R$ 59,9 bilhões, alta de 634,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 47,0 bilhões no 4t20, apresentando crescimento de 28,8% na comparação com o 4t19.

A margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 63% no 4t20, apresentando crescimento de 18 pontos percentuais na comparação com o 4t19. 

A Margem líquida da Petrobras atingiu 79,9% no 4t20, apresentando crescimento de 69,9 pontos percentuais na comparação com o 4t19.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam alta de 4,87% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 42,38% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE