A Petrobras se destacou em 2022 como a segunda maior pagadora de dividendos do mundo, distribuindo impressionantes US$ 21,7 bilhões em proventos, impulsionada pela alta do petróleo.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

No entanto, a pergunta que fica é: será que essa performance será mantida em 2023?

Com o histórico de payout alto da empresa, é natural que muitos investidores se questionem se os dividendos pagos pela Petrobras são recorrentes e se representam um risco para quem investe na companhia.

Neste artigo, vamos analisar a situação atual da Petrobras, avaliar se ela tem potencial para continuar pagando dividendos elevados no futuro e descobrir se há a possibilidade da empresa pagar o tão esperado "super dividendo" em 2023.

Leia até o final e descubra se vale a pena investir na Petrobras.

Vamos lá!

Dividendo Sustentável

Ao investir em ações que pagam dividendos, é fundamental selecionar empresas que ofereçam dividendos sustentáveis.

Em outras palavras, empresas que possuem capacidade financeira de manter e aumentar seus pagamentos de dividendos a longo prazo.

Essas empresas normalmente apresentam um histórico consistente de crescimento e são administradas de forma financeiramente responsável.

Para encontrar empresas que pagam dividendos sustentáveis, é importante analisar seu histórico financeiro, levando em conta seus fluxos de caixa, lucros e dívidas.

Outro aspecto a ser considerado é a política de dividendos da empresa. Empresas com uma política clara e previsível de pagamento de dividendos podem fornecer mais confiança aos investidores.

Payout Alto Exige Cautela

Muitos investidores que buscam por ações que pagam dividendos podem ser atraídos apenas pelo alto payout da Petrobras, visto que, em 2022 a companhia distribuiu 124,13% do seu lucro líquido aos acionistas.

Isso é compreensível, já que um alto payout pode significar um retorno imediato e atraente sobre o investimento.

No entanto, é importante lembrar que nem sempre um alto payout é sinônimo de uma boa escolha de investimento a longo prazo.

O que muitos investidores não percebem é que um payout alto pode se tornar insustentável no longo prazo, comprometendo a saúde financeira da empresa e, consequentemente, o valor das ações

Tal situação ocorre devido à destinação de uma considerável parcela dos lucros empresariais para a distribuição de dividendos, o que pode acarretar na escassez de recursos destinados ao pagamento de obrigações, investimentos e expansão de atividades.

Estatal Pagará Super Dividendo em 2023?

Estima-se que a Petrobras reduzirá o valor dos dividendos pagos aos acionistas em 2023, como resultado de mudanças em suas políticas de preços de combustíveis e distribuição de dividendos implementadas pela nova gestão da empresa.

Segundo o presidente Jean Paul Prates, a política atual de dividendos gerou desequilíbrios ao distribuir dividendos recordes em um momento em que a empresa precisa investir em suas operações.

O governo também planeja investir em projetos de energia limpa e diversificação do portfólio, promovendo a sustentabilidade a longo prazo.

É importante lembrar que empresas de petróleo, como a Petrobras, precisam realizar investimentos frequentes para manter sua capacidade produtiva, uma vez que o petróleo é um recurso finito que precisa ser renovado em novos campos.

Histórico de Proventos da PETR4

Muita gente tem falado sobre os altos dividendos que a Petrobras tem distribuído para seus acionistas, mas será que isso sempre aconteceu?

Analisando o histórico de pagamento de dividendos da empresa, podemos notar que os valores pagos variaram muito ao longo dos anos, havendo até mesmo anos em que nenhum dividendo foi pago. Vamos dar uma olhada a seguir:

AnoDividendoPayoutDividend Yield
2011R$ 0,8936,02%4,14%
2012R$ 0,5242,50%2,69%
2013R$ 0,7839,46%4,57%
2014R$ 0,990,00%9,96%
2015R$ 0,000,00%0,00%
2016R$ 0,000,00%0,00%
2017R$ 0,000,00%0,00%
2018R$ 0,9027,19%3,97%
2019R$ 0,9426,35%3,12%
2020R$ 0,00144,51%0,00%
2021R$ 5,6594,43%19,87%
2022R$ 16,77124,13%61,60%

Fonte: RI Petrobras

Por que os dividendos distribuídos pela Petrobras variaram tanto ao longo dos anos?

Essa oscilação pode ser atribuída a vários fatores, como a flutuação do preço do petróleo, variações cambiais e investimentos necessários para manter a capacidade produtiva da empresa.

Os dividendos altos pagos pela Petrobras nos anos de 2011 e 2012, por exemplo, foram resultado de um cenário favorável do mercado, com a alta dos preços do petróleo e do câmbio, além de uma boa gestão financeira da empresa. 

No entanto, em 2015, a necessidade de preservação de caixa levou a empresa a anular seus pagamentos de dividendos.

Gráfico do Histórico de Dividendo da Petrobras
Gráfico do histórico de dividendos da Petrobras. Fonte: GuiaInvest

Votação da Retenção dos Dividendos

Na quinta-feira (27/04), em Assembleia Geral Ordinária (AGO), os acionistas da Petrobras aprovaram a retenção de R$ 6,5 bilhões da segunda parcela dos dividendos referentes ao 4T22.

Obviamente a proposta foi feita pela União, acionista majoritária representada pelo governo federal, porém teve 84,06% dos votos, ou seja, a aprovação foi além dos votos da União.

De acordo com a AGO, os dividendos da Petrobras, que totalizam R$ 35,8 bilhões, serão pagos três parcelas:

  • 19/05/2023: R$ 17,9 bilhões;
  • 16/06/2023: R$ 11,4 bilhões;
  • 27/12/2023: R$ 6,5 bilhões.

O valor seria direcionado para a criação de uma reserva estatutária voltada a novos investimentos, conforme sugerido pelo Conselho de Administração em 1º de março, mas que acabou não sendo criada.

Considerando o total de R$ 35,8 bilhões em dividendos, a União deve ficar com R$ 13 bilhões, via Tesouro, Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e seu braço de participações, o BNDESPar.

Com relação a 2022, a União deve ficar com cerca de R$ 79 bilhões do total de R$ 215,7 bilhões distribuídos a acionistas.

Vale a Pena Investir na PETR4?

Diante do atual cenário econômico e político, é prudente adotar uma postura cautelosa em relação aos papéis da Petrobras.

A iminente mudança na política de distribuição de dividendos da empresa demanda uma análise criteriosa antes de se tomar qualquer decisão de investimento.

Embora a Petrobras seja uma empresa de grande porte e referência no setor petrolífero, a decisão de reduzir os dividendos pode afetar diretamente o retorno dos investidores e diminuir o apelo da empresa para potenciais compradores.

No entanto, existem outras opções de empresas que apresentam um histórico sólido de distribuição de dividendos, com políticas bem definidas e rentabilidade consistente ao longo do tempo.

Por isso, convidamos você a baixar gratuitamente o relatório Melhor Ação para Viver de Dividendos, que traz uma análise detalhada das melhores empresas do mercado para quem busca investimentos pagadores de dividendos.

Com esse material, você poderá identificar a ação da bolsa com maior potencial de entregar altos dividendos regulares, para construir uma carteira sólida e rentável, protegendo seu patrimônio e garantindo uma fonte de renda passiva no futuro.

Baixe agora mesmo o relatório para maximizar seus rendimentos e garantir um futuro financeiro mais próspero.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.