A Agência Nacional de do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e o governo federal realizaram nesta quarta-feira, 27, a assinatura dos contratos de partilha de produção do excedente da cessão onerosa nos campos de Sépia e Atapu.

O leilão foi realizado em dezembro do ano passado. No certame, o governo conseguiu vender por R$ 11,1 bilhões os dois grandes campos do pré-sal da bacia de Santos.

A expectativa é de que, juntos, os blocos de Sépia e Atapu elevem a produção de petróleo e gás natural do País em 12% e gerem R$ 204 bilhões em investimentos nos próximos 25 anos.

Os contratos foram assinados com cinco empresas: a Petrobras (PETR4) e a Total Energies EP, referentes aos dois campos, a Petronas e QP Brasil em relação ao campo de Sépia, e a Shell Brasil referente à Atapu.

A estatal pagou R$ 4,2 bilhões dos R$ 11,1 bilhões arrecadados em bônus de assinatura. Na cerimônia de assinatura, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que o Executivo teve êxito em realizar um leilão com concorrência.

Bento relatou ainda que recebeu nesta tarde uma mensagem do ministro do Petróleo e Gás do Qatar, na qual o colega parabenizou o governo brasileiro pela assinatura dos contratos.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

"É importante lembrar que o resultado de todos os oito leilões realizados no governo Bolsonaro significa investimentos de mais de R$ 800 bilhões", disse Bento.

As áreas de Sépia e Atapu colocadas à venda em dezembro são continuações de campos operados pela Petrobras, nos quais ela já precisou gastar para desenvolvê-las e onde já produz cerca de 200 mil barris diários de óleo equivalente.

Os blocos já haviam sido oferecidos em 2019, mas à época não atraíram as petroleiras. Na nova tentativa, a ANP reduziu em 70% o bônus de assinatura.

O novo presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, marcou presença na cerimônia de assinatura dos contratos, que aconteceu no prédio do Ministério de Minas e Energia, em Brasília.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Também no evento, o diretor-geral da ANP, Rodolfo Saboia, afirmou que, com a assinatura dos negócios, o governo e a agência "encerram um capítulo" da atividade de exploração.

"Do ponto de vista da geologia as áreas são excepcionais.

Conseguimos também garantir boas condições contratuais e regulatórias", disse Saboia, acrescentando que a transição energética precisa ser feita de forma equilibrada, sendo "imprescindível" continuar atendendo a demanda por hidrocarbonetos de forma eficiente.

Resultado da Petrobras no Quarto Trimestre de 2021  

Os resultados da Petrobras (PETR4) referente a suas operações do 4T21, foram divulgados no dia 23 de fevereiro apresentou lucro líquido de R$ 31,5 bilhões no 4T21, uma alta de -47,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. 

Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 62,9 bilhões no 4T21, apresentando crescimento de 33,8% na comparação com o 4T20.

margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 47,0% no 4T21, apresentando retração de -16,0 pontos percentuais na comparação com o 4T20.

margem líquida da Petrobras atingiu 23,5% no 4T21, apresentando retração de -56,4 pontos percentuais na comparação com o 4T20.

A ações da Petrobras (PETR4) acumulam queda de 5,02% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 63,23% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.