A Petrobras (PETR4) informou que não há qualquer decisão tomada em relação à distribuição de dividendos ainda não declarados em comunicado enviado no fim do pregão desta quarta-feira (28).

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

O esclarecimento ocorre após a forte queda das ações da companhia em meio às declarações de Jean Paul Prates, CEO da estatal, sobre cautela com dividendos por conta da transição energética da estatal.

Segundo a estatal, as decisões da Administração sobre dividendos, incluindo a proposta de destinação do resultado a ser submetida à aprovação da Assembleia Geral Ordinária marcada para 25 de abril de 2024, serão são tomadas com base na nova Política de Remuneração aos Acionistas que foi aprovada pelo Conselho de Administração em 28 de julho do ano passado.

Nela, a determinação é de que a estatal distribua aos seus acionistas 45% do fluxo de caixa livre.

A companhia reforça que os valores relativos às recompras de ações serão deduzidos do valor resultante da fórmula aplicada a cada trimestre.

Além disso, “a companhia poderá, em casos excepcionais, realizar a distribuição de remuneração extraordinária aos acionistas, superando o dividendo mínimo legal obrigatório e/ou os valores estabelecidos desde que a sustentabilidade financeira seja preservada”, apontou.

A Petrobras reforça, por fim, que busca, por meio Política, garantir a sua perenidade e sustentabilidade financeira de curto, médio e longo prazos e conferir previsibilidade ao fluxo de pagamentos da remuneração aos acionistas”, destacou a companhia.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja a Melhor Empresa para Receber Dividendos.

Resultado da Petrobras no Terceiro Trimestre de 2023 

Os resultados da Petrobras (PETR4) referente a suas operações do terceiro trimestre de 2023, foram divulgados no dia 09 de novembro, apresentou um lucro líquido de R$ 26,8 bilhões no 3T23, baixa de -42,1% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 66,2 bilhões no 3T23, apresentando retração de -27,6% na comparação com o 3T22.

A margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 53,0% no 3T23, apresentando retração de -0,7 ponto percentual na comparação com o 3T22.

A margem líquida da Petrobras atingiu 21,4% no 3T23, apresentando retração de -5,8 pontos percentuais na comparação com o 3T22.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam queda de 4,89% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 104,81% nos últimos 12 meses.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Fonte: Infomoney.