A Petrobras (PETR4) informou nesta sexta-feira, 8, que o preço do Gás Natural Liquefeito de Petróleo (GLP) será reduzido em média em 5,5% a partir do sábado, 9, nas refinarias da estatal. O preço do quilo do GLP passa a ser de R$ 4,23, informou a companhia.

Em 11 de março, a Petrobras havia elevado o combustível em 16%, acompanhando a alta do preço do petróleo.

"Acompanhando a evolução dos preços internacionais e da taxa de câmbio, que se estabilizaram em patamar inferior para o GLP, e coerente com a sua Política de Preços, a Petrobras reduzirá seus preços de venda às distribuidoras", disse a empresa.

A gasolina e o diesel permanecem com os preços inalterados.

Com a queda, o gás de cozinha, de 13 quilos, passa a ser de R$ 54,94 em média, refletindo redução média de R$ 3,27 por 13 kg, segundo a Petrobras.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o botijão de 13 quilos era vendido na semana de 27 de março a 2 de abril ao preço médio de R$ 113,63 no território nacional, com o preço mais alto atingindo R$ 160.

"A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos, das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais", informou a companhia.

Resultado da Petrobras no Quarto Trimestre de 2021  

Os resultados da Petrobras (PETR4) referente a suas operações do 4T21, foram divulgados no dia 23 de fevereiro apresentou lucro líquido de R$ 31,5 bilhões no 4T21, uma alta de -47,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. 

Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 62,9 bilhões no 4T21, apresentando crescimento de 33,8% na comparação com o 4T20.

margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 47,0% no 4T21, apresentando retração de -16,0 pontos percentuais na comparação com o 4T20.

margem líquida da Petrobras atingiu 23,5% no 4T21, apresentando retração de -56,4 pontos percentuais na comparação com o 4T20.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam alta de 2,54% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 74,57% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.