A Petrobras (PETR4) informou na terça-feira (02), que finalizou ontem a venda da totalidade de suas participações nos campos de produção de Peroá e Cangoá, e na concessão BM-ES-21 denominados conjuntamente de Polo Peroá, localizado na Bacia do Espírito Santo para a empresa 3R Petroleum Offshore S.A. (RRRP3), anteriormente denominada OP Energia Ltda.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A operação foi concluída com o pagamento à vista de US$ 8,07 milhões para a Petrobras, já com os ajustes previstos no contrato.

O valor recebido ontem se soma ao montante de US$ 5 milhões pagos à Petrobras na assinatura do contrato de compra e venda.

Além desse montante, é previsto o recebimento pela Petrobras de até US$ 42,5 milhões em pagamentos contingentes, a depender das cotações futuras do Brent e desenvolvimento dos ativos.

A presente divulgação está de acordo com as normas internas da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos, previsto no Decreto 9.355/2018.

Essa operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

A Petrobras segue concentrando os seus recursos em ativos em águas profundas e ultraprofundas, onde tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos.

Sobre o Polo Peroá

A Petrobras detém 100% de participação nos campos de Peroá e Cangoá, localizados em águas rasas, cuja produção média de janeiro a junho de 2022 foi de cerca de 572 mil m3/dia de gás não-associado, e 100% de participação no bloco exploratório BM-ES-21, localizado em águas profundas, em que se encontra a descoberta de Malombe.

Resultado da Petrobras no Segundo Trimestre de 2022  

Os resultados da Petrobras (PETR4) referente a suas operações do 2T22, foram divulgados no dia 28 de julho, apresentou um lucro líquido de R$ 54,3 bilhões no 2T22, alta de 26,8% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 98,3 bilhões no 2T22, apresentando crescimento de 58,6% na comparação com o 2T21.

A margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 57,5% no 2T22, apresentando crescimento de 1,6 ponto percentual na comparação com o 2T21.

A margem líquida da Petrobras atingiu 31,8% no 2T22, apresentando retração de -6,9 pontos percentuais na comparação com o 2T21.

A ações da Petrobras (PETR4) acumulam alta de 16,75% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 75,77% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.