A participação do yuan chinês nos pagamentos globais atingiu um recorde e se tornou a quarta moeda mais usada no mês passado, segundo dados do Sistema Financeiro SWIFT.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Em novembro, o yuan foi utilizado em 4,61% das transações, subindo de 3,60% em outubro e ultrapassando a participação do iene japonês, que caiu de 3,91% para 3,41%.

As outras principais moedas do mundo também perderam um pouco de participação durante o mês. 

O dólar caiu para 47,08%, de 47,25%, o euro caiu para 22,95%, de 23,36%, e a libra caiu para 7,15%, de 7,33%.

Em uma comparação anual, os números mais recentes mostram que a participação global do yuan quase duplicou desde Novembro de 2022, quando representava 2,37% dos pagamentos, informou o Business Insider.

Segundo a publicação, sua recuperação constante resulta dos esforços contínuos para quebrar a hegemonia global do dólar, com Pequim pressionando para internacionalizar o yuan como um concorrente sólido. 

Ao longo deste ano, os empréstimos transfronteiriços em yuan saltaram para 28% no mês passado , enquanto o Banco Popular da China detém agora mais de 30 swaps cambiais bilaterais com bancos centrais estrangeiros, como a Arábia Saudita e a Argentina . 

A China e a Rússia eliminaram quase totalmente o dólar do seu comércio bilateral, disse esta semana o primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin.

Mais de 90% do comércio entre as duas nações é feito com o yuan ou com o rublo, disse ele, segundo a agência de notícias estatal russa TASS.

No entanto, a moeda chinesa enfrenta grandes desafios para se tornar a moeda de reserva mundial como o país deseja.

Fonte: Business Insider

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.