O que é Outsourcing

Outsourcing é uma forma de otimização e aumento de produtividade que envolve a realização das atividades de um setor todo por uma outra organização ou empresa contratada.

Dito de outra maneira, Outsourcing é um processo no qual uma empresa identifica que parte das atividades de um setor pode ser melhor desenvolvida se designada para uma outra empresa contratada.

Nesse sentido, trata-se de um recurso de gestão a partir do qual uma empresa é contratada para desempenhar atividades que anteriormente eram realizadas pelos colaboradores da própria empresa.

Ainda que muitas das vezes o termo Outsourcing seja tratado como sinônimo de terceirização, esses dois não se confundem, pois exprimem diferentes formas e objetivos de contratação de empresas terceiras.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona Outsourcing 

O Outsourcing tem sido um recurso de gestão muito utilizado por empresas que objetivam acelerar, otimizar ou desenvolver algum setor específico de sua atuação visando um posterior aumento de produtividade.

Essa prática consiste em contratar os serviços especializados de outra empresa para desempenhar atividades internas e antes elaboradas por colaboradores da própria empresa.

Dessa forma, em geral, os funcionários da empresa fornecedora, provavelmente especialistas, ficam responsáveis por conduzir uma área inteira da empresa contratante. Contudo, seus vínculos se mantêm com a fornecedora.

Em outros termos, a contratação de serviços da empresa não implica em um vínculo empregatício, pois os funcionários continuam sendo vinculados a empresa contratada, que cuida dos salários e encargos trabalhistas.

Trata-se, portanto, somente de uma forma de delegar algumas funções específicas para uma equipe especializada, em geral de importância considerável na empresa, a fim de potencializar a produção e reduzir custos.

O mais comum é que o Outsourcing seja utilizado em processos mais ligados à administração da empresa, como contabilidade e finanças, ou em atividades relacionadas ao setor de tecnologia da informação (TI).

Isso porque, embora essas funções sejam muito relevantes, não estão ligadas diretamente ao propósito inicial da empresa, isto é, aos produtos e serviços que a empresa deseja colocar no mercado.

Outsourcing e Terceirização 

Ainda que muitos investidores e empresários pensem o Outsourcing como uma terceirização, há diferenças consideráveis entre essas duas formas de delegar funções a empresas terceiras.

A primeira delas já foi parcialmente mencionada acima: os processos em que são utilizados o Outsourcing. Sendo assim, o Outsourcing, diferentemente da terceirização, está ligado a setores especializados da empresa.

Por outro lado, a terceirização, em geral, é utilizada nas empresas como forma de retirar atividades secundárias da obrigação da empresa contratante. Nesse caso, o mais comum são serviços de limpeza e logística.

Em síntese, Outsourcing envolve a contratação de empresas para atividades relevantes e especializadas, enquanto que a terceirização pode ser feita em atividades secundárias e com pouca necessidade de qualificação.

Além disso, em segundo lugar, embora muitas das vezes o Outsourcing envolva corte de gastos, seu objetivo principal é o desenvolvimento e a otimização de áreas específicas da empresa, como por exemplo o marketing.

A terceirização tem como objetivo principal a contratação de uma empresa parceira visando reduzir custos de serviços de menor impacto sobre a estratégia da empresa.

Vale mencionar que a terceirização está regularizada através da Lei nº 13.429, desde 2017.

Para que serve Outsourcing

O Outsourcing é uma forma interessante de aumentar a eficiência das atividades da empresa e, consequentemente, aumentar a produtividade dos produtos e serviços oferecidos ao mercado.

Inclusive, isso pode ser extremamente útil para empresas de capital aberto, pois o aumento da produtividade permitirá uma maior procura por suas ações e maior retorno para os atuais acionistas.

Além disso, Outsourcing também minimiza riscos decorrentes da pouca experiência ou da pouca qualificação de colaboradores contratados, pois ao delegar as funções a empresa se encarregará dos resultados.

Por fim, Outsourcing também pode proporcionar reduções consideráveis de despesas da empresa ao dispensar treinamentos especializados e outros gastos trabalhistas.