O que é Outlier

Outlier é um termo derivado da matemática e da estatística, utilizado para dados que se destacam dos outros, que foi ressignificado por Malcolm Gladwell para explicar o sucesso de figuras públicas.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Dito de outra forma, Outlier era um termo das análises estatísticas para se referir a uma observação que se diferenciava das outras que passou a designar como é possível que tenhamos grandes gênios.

Dessa forma, embora tenha nascido para ser utilizado nas análises de dados, o termo se popularizou com uma aplicação no âmbito da psicologia comportamental que visa explicar como indivíduos se destacam em suas áreas.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

A origem do termo Outlier  

Nas análises estatísticas e na ciência de dados, um Outlier é conhecido como uma dado anômalo, ou seja, um dado que, em uma série de dados, difere dos outros e é facilmente reconhecido.

Conforme afirma Hawkins, um Outlier “é uma observação que se diferencia tanto das demais observações que levanta suspeitas de que aquela observação foi gerada por um mecanismo distinto”.

Em termos práticos, o Outlier é o ponto fora da curva, isto é, um valor anômalo que pode desestabilizar seu sistema, mas que em geral evidencia algum tipo de variável que necessita de observações.

Por exemplo, suponha que em um estudo dos oceanos um pesquisador identifica um padrão de corrente que está por volta de 10 m/s. Há casos de 6m/s, 8 m/s e outros ligeiramente superiores aos 10 m/s.

Contudo, nessa mesma região, em um determinado momento, o pesquisador observa uma corrente com 20 m/s, mas logo em seguida a situação se normaliza. Trata-se de um Outlier que evidencia outras variáveis.

Nesse caso, quais seriam suas possíveis explicações? Há, em primeiro lugar, a possibilidade de um erro de medida ou de falhar em algum sistema. Entretanto, constatado que não houve falha, será preciso reconsiderar variáveis.

Esse é o significado de Outlier para a ciência de dados e para os estudiosos das análises estatísticas, mas essa ideia ultrapassou as fronteiras da ciência e se apresentou para outras áreas.

Outlier e Sucesso profissional 

Um colunista da revista The New Yorker chamado Malcolm Gladwell decidiu utilizar a metáfora do Outlier para explicar como algumas pessoas obtêm sucesso profissional a ponto de serem chamadas de fora de série.

O autor estabelece um longo estudo que visa demonstrar que as trajetórias excepcionais, como de gênios do mercado financeiro, não se devem unicamente ao talento, mas são expressões de outras lógicas subjacentes.

Para o autor, de certa forma, o talento ofusca algo muito maior que está por trás do sucesso profissional: a prática constante de exercícios e o trabalho duro diariamente.

Nesse sentido, o sucesso profissional estaria menos atrelado ao talento e mais relacionado com todo o esforço e dedicação acumulados ao longo da trajetória e do percurso profissional dos indivíduos.

A partir dessas observações, o autor irá criar a Regra das 10.000 horas, teoria que afirma que a excepcionalidade só virá após uma longa dedicação que envolve mais de 10.000 horas de prática.

Outlier e Investidores de sucesso 

Ao longo de seu livro, Gladwell menciona uma série de investidores de sucesso para sustentar que grande parte do êxito advém da dedicação e do esforço em empreender, sendo Bill Gates um dos casos exemplares.

Entretanto, talvez o melhor exemplo de Outlier, ou fora de série, seja Warren Buffett. Esse investidor e acionista se tornou símbolo de como ficar rico envolve uma mentalidade de esforço e dedicação.

Conforme as ideias de Gladwell, investidores como Warren Buffett, Benjamin Graham, George Soros, Peter Lynch e outros, não devem somente ser enxergados como talentosos ou indivíduos de alto QI.

Em realidade, mais do que isso, é preciso enxergar o êxito desses investidores a partir de seus esforços, dedicação, aprendizado e, mais do que tudo, muita prática para aproveitar as chances que a vida oferece.