O que é Oligopólio

Oligopólio é uma configuração de mercado que consiste em apenas um pequeno número de empresas concorrendo dentro de um determinado setor.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Ou seja, trata-se de uma situação que se encontra no meio termo da concorrência perfeita e do que se compreende por monopólio.

Vale destacar que o Oligopólio não é uma prática ilegal, apesar de ser muito criticada pelos efeitos que este pode causar a economia. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Origem de um Oligopólio

Apesar de parecer uma situação de difícil sustentação em um livre mercado, Oligopólios são muito comuns por uma série de fatores.

Dependendo do setor econômico pode ser um pouco difícil a entrada de concorrentes, por questões logísticas, como a falta de espaço físico disponível para comportar as operações.

Outros mercados podem encontrar barreiras de entrada no alto investimento inicial que é necessário para iniciar as suas atividades. 

Também existem setores que são altamente regulados pelo governo e que, por consequência, acabam direta ou indiretamente controlando a concorrência.

Por fim, o processo natural de aquisições e fusões de empresas pode acabar causando o surgimento de Oligopólios. 

Consequências de um Oligopólio

Oligopólios são por natureza prejudiciais à estrutura e benefícios que um livre mercado concorrencial pode trazer à economia.

Quando um determinado mercado é dominado por um Oligopólio, podemos observar:

  • Preços mais elevados que o normal;
  • Qualidade de produtos e serviços questionável;
  • Pouca ou nenhuma diferenciação na solução que as empresas ofertam;
  • Nenhum incentivo para inovação;
  • O consumidor não sente muita diferença ao recorrer a um concorrente.

E dependendo da forma como o Oligopólio for estruturado este pode mutar em um verdadeiro cartel, o que torna a possibilidade de escolha do consumidor praticamente irrelevante.

Tipos de Oligopólio

Por mais simples que seja entender o conceito de um Oligopólio, este pode ser classificado de duas formas diferentes, como um Oligopólio puro ou um Oligopólio diferenciado.

Oligopólio puro

Oligopólio puro acontece quando as empresas que fazem parte dele oferecem produtos que são quase impossíveis de se diferenciarem entre si.

Exemplos são o mercado de cimento, o agronegócio ou a pecuária. De certa forma, estes produtos tratam-se de commodities.

Oligopólio diferenciado

Oligopólio diferenciado, por outro lado, ocorre quando os serviços oferecidos ou produtos ofertadas pelos participantes da estrutura tem capacidade de se diferenciar.

Exemplos mais comuns são o mercado de telecomunicações, que pode oferecer: 

  • Planos diferenciados em valor e limite de dados;
  • Cobertura de alcance do sinal;
  • Outros serviços que pode ou não ter a ver com telefonia.

Também podemos usar o setor aéreo de exemplo, que pode oferecer, além dos preços;

  • Diferentes locais para os quais é capaz de levar o passageiro;
  • Serviço de bordo diferenciado.

Oligopólio e Monopólio 

O Oligopólio e o monopólio tratam-se de duas faces da mesma moeda que possuem muitas características em comum e pouca diferenciação.

Em relação às suas semelhanças, ambos tratam-se de estruturas de mercado desvantajosas para os consumidores por conta da falta de incentivo da concorrência.

Isso ocasiona maiores preços e menor qualidade de forma geral. E dependendo do setor econômico, torna-se quase impossível desestruturar um monopólio ou um oligopólio.

Ainda mais quando ambos podem receber anuência do governo para operarem dessa forma, o que acaba fazendo com que se tornem práticas toleráveis na sociedade.

Em relação às diferenças, é possível elencar algumas, como:

  • Oligopólios, na melhor das situações, oferece um poder de escolha limitado ao consumidor, monopólios não;
  • O preço e a qualidade dos serviços ou produtos ofertados por um monopólio não possui incentivos para melhorarem, diferentemente do Oligopólio;
  • É mais fácil um Oligopólio se desfazer, mediante a entrada de concorrentes, do que um Monopólio, que muitas vezes ocorre em detrimento a natureza do serviço.

E apesar destas diferenças, para o consumidor ou mesmo um investidor, o ambiente sustentado por um Oligopólio é pouco benéfico para os negócios.