O que é Oferta pública

Oferta pública

O que é Oferta pública. Entenda melhor o conceito de Oferta pública e descubra sua importância!

O que é Oferta pública

Oferta pública é a venda de ações de uma empresa dentro da bolsa de valores. Estas ações, por sua vez, podem ser adquiridas por um investidor

Sempre que uma empresa faz uma Oferta pública, seja esta a oferta inicial, ou alguma nova oferta de papéis, ela está atrás de mais investimento para cumprir certos objetivos.

Uma Oferta pública é uma tomada de decisão que, em resumo, possui seus lados positivos e negativos. Investidores de sucesso sabem avaliar bem uma oferta pública.

Banner will be placed here

Como funciona a Oferta Pública

Para fazer uma Oferta pública uma empresa precisa cumprir uma série de etapas burocráticas que visam a boa condução do processo

Caso trata-se de uma empresa já tenha feito o seu IPO, para que ela faça uma nova Oferta pública, é necessário haver o consentimento dos acionistas.

No entanto, se for uma empresa nova que esteja querendo fazer a sua primeira Oferta Pública, é necessário que ela cumpra uma série de condições de governança exigidas pela B3.

O passo seguinte é fazer um bookbuilding, para avaliar o possível interesse de investidores e assim definir o valor inicial do papel.

Ofertas públicas podem contar com a participação de qualquer tipo de investidor, basta que ele tenha uma conta em uma corretora de valores, banco de investimento e etc.  

Tipos de Oferta Pública

Existem três tipos de Oferta pública. Cada uma serve a uma função diferente e é destinada a um público distinto. São elas:

  • IPO: trata-se da primeira Oferta pública de uma empresa, o seu IPO, que acontece quando a empresa se abre para investimentos na bolsa de valores;
  • Oferta pública primária: a empresa já possui capital aberto em bolsa, mas decide lançar uma nova oferta de ações para conseguir mais investimentos;
  • Oferta pública secundária: entende-se como a negociação de ações entre acionistas e investidores que querem liquidar, aumentar ou diminuir a sua posição em uma empresa.

Dentre estas três ofertas, a mais conhecida e cobiçada pelos investidores é o IPO. No entanto, a que ocorre com maior frequência é a Oferta pública secundária.

Benefícios de uma Oferta Pública

Uma Oferta pública pode trazer benefícios tanto para a empresa que deseja operar uma, quanto para o indivíduo que esteja disposto a investir.

Primeiramente, é necessário entender que uma Oferta pública pode ocorrer por uma razão de motivos, como:

  • Necessidade de adquirir mais capital para fazer investimentos operacionais ou estruturais, por consequência expandir do negócio;
  • Diluir as responsabilidades administrativas com outros indivíduos em detrimento da complexidade da operação;
  • Alavancar o potencial de crescimento da empresa  que pode se beneficiar de um novo modelo de gerência e de negócios.

Então, de forma geral, os benefícios que existem para uma empresa no momento de fazer uma Oferta Pública são bem grandes.

Já em relação aos investidores, toda Oferta pública trata-se de uma oportunidade de investimento que deve ser muito bem avaliada.

Este investidor pode faturar com a valorização das ações, caso ele tenha as adquirido em um patamar baixo, quanto com a revenda destas por meio de Ofertas públicas secundárias.

Isso sem contar que Ofertas públicas também são uma oportunidade para indivíduos participarem da administração de um negócio promissor ainda em seu estado inicial.

Participação em Oferta pública

Qualquer investidor pode participar de uma Oferta pública, como já mencionamos. No entanto, isso não significa que todas as Ofertas públicas sejam um bom negócio.

Um investidor consciente irá analisar bem as suas opções. Seja no momento de participar de Ofertas públicas primárias, secundárias ou IPOs.

Para fazer essa análise ele pode usar de várias ferramentas, as mais conhecidas são a análise fundamentalista de ações e análise técnica de ações.

Adquirir uma ação em uma Oferta pública sem uma análise preliminar bem feita pode gerar indesejáveis prejuízos financeiros

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE