O que são Indicadores de Estrutura de Capital e Como Calcular
| ,

O que são Indicadores de Estrutura de Capital e Como Calcular

Saiba o que são indicadores de estrutura de capital, para que serve, como funciona e como calcular nas empresas listadas na bolsa de valores.

Por
Atualizado em 08/04/2020
Avalie esse texto

Os Indicadores de Estrutura de Capital são índices financeiros utilizados na análise fundamentalista e bastante utilizados pelos investidores ao avaliar empresas de um mesmo setor.

Entender o que são Indicadores de Estrutura de Capital é essencial para os investidores que desejam encontrar ótimas empresas com uma eficiente gestão de seu endividamento.

Isso porque os Indicadores de Estrutura de Capital permitem comparar companhias para descobrir quais apresentam sua gestão de endividamento mais equilibrada.

Neste artigo, eu vou te explicar o que são Indicadores de Estrutura de Capital na prática, como calcular e vou listar os Indicadores de Estrutura de Capital da bolsa de valores.

Ao final do artigo, você será capaz de fazer as análises por conta própria, para tomar a melhor decisão de investimento, de acordo com o seu perfil de investidor

Vamos lá?

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

O que são Indicadores de Estrutura de Capital

Com o objetivo de alavancar sua lucratividade as empresas necessitam de recursos para o financiamento de suas operações. 

Os recursos podem ser originados de fontes próprias, como lucros retidos e aporte de capital, ou de terceiros, como empréstimos e financiamentos. 

A gestão da captação de recursos e da estrutura de capital é uma das principais atividades organizacionais para promover o crescimento das empresas.

Devido sua importância, surge o interesse por parte de proprietários, investidores e credores, em verificar como as empresas administram sua estrutura de capital, bem como o impacto das fontes de recursos para a geração de lucros.

Diante destes fatores a estrutura de capital é um dos temas mais utilizados na análise financeira para verificar a gestão do endividamento das empresas.

Para que servem os Indicadores de Estrutura de Capital

Os indicadores de estrutura de capital têm a função de demonstrar qual o grau de dependência de fontes internas e externas de recursos que as empresas utilizam para alavancar suas operações.

Além disso, os Indicadores de Estrutura de Capital também demonstram para os investidores a identificação do grau de risco financeiro da organização.

Empresas que apresentam elevada participação de capital de terceiros, demonstram uma dependência de fontes vindas de recursos de terceiros que exigem remuneração e garantias para liberação de crédito, apresentando um maior risco.

Fórmula dos Indicadores de Estrutura de Capital

ÍndiceEndividamento GeralEndividamento com terceirosComposição do endividamentoImobilização sobre  recursos não recorrentes
FórmulaEG=(PC+PNC)÷ATET=(PC+PNC)÷PLCE=PC÷(PC+PNC)ARNC=AP÷(PNC+PL)
AnáliseQuanto a empresa deve em relação ao total aplicadoQuanto a empresa levou de capital de terceiros para cada real de capital próprioQual o percentual de dívidas a curto prazo em relação às dívidas totaisQual o percentual de recursos não correntes a empresa aplicou no ativo permanente.
InterpretaçãoQuanto menor, melhorQuanto menor, melhorQuanto menor, melhorQuanto menor, melhor

*Legenda: AT – Ativo Total; PL – Patrimônio Líquido; PC– Passivo Circulante; PNC – Passivo Não Circulante; AP – Ativo Permanente

Fonte: GuiaInvest

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Indicadores de Estrutura de Capital

Vamos utilizar as informações do balanço patrimonial da Lojas Americanas (LREN3) referente ao resultado das operações do 4T19 para exemplificar o cálculo dos Indicadores de Estrutura de Capital.

Dados do Balanço Patrimonial da Lojas Americanas:

Lojas AmericanasValores *
Ativo Total (AT)R$ 33.269,0 
Patrimônio Líquido (PL)R$ 7.379,9 
Passivo Circulante (PC)R$ 10.557,8
Passivo Não Circulante (PNC)R$ 15.331,3
Ativo Permanente (AP)R$ 14.360,3

* valores em bilhões.

Indicador de Endividamento Geral

O Indicador de Endividamento Geral mede o quanto da dívida total da empresa pode ser liquidado com a totalidade do seu ativo.

EG = (PC+PNC) ÷ AT

EG = (R$ 25.889,1) ÷ R$ 33.269,0

EG = 77,8%

Indicador de Endividamento com Terceiros

O Indicador de Endividamento com terceiros indica a dependência da empresa em relação ao capital de terceiros, desta forma quanto menor, melhor.

ET = (PC+PNC) ÷ PL

ET = (R$ 25.889,1) ÷ R$ 7.379,9 

ET = 350%

OBS: Este índice apenas reflete o quanto a empresa deve, com o quanto ela possui e não está comprometido com dívidas já existentes.

Indicador de Composição do Endividamento

O Indicador de Composição do Endividamento demonstra a relação entre o passivo de curto prazo da empresa e o passivo total, desta forma mede qual o percentual do passivo de curto prazo é utilizado no financiamento de terceiros.

CE = PC ÷ (PC+PNC)

CE= R$ 10.557,8 ÷ (R$ 25.889,1)

CE = 40,7%

Imobilização de Recursos não Recorrentes

O Indicador de Imobilização de Recursos não Recorrentes mede quanto de capital próprio e capital de terceiros está investido em ativos permanentes.

ARNC = AP ÷ (PNC+PL)

ARNC = R$ 14.360,3 ÷ (R$ 25.889,1)

ARNC = 55,4%

Banner will be placed here

Indicadores de Estrutura de Capital dos setores da bolsa de valores

O Indicador de Endividamento total é o indicador mais importante do grupo dos indicadores de Estrutura de Capital, por isso listamos o endividamento total dos setores da bolsa de valores.

Veja abaixo o Endividamento total dos setores da Bolsa de Valores e de empresas listadas na Bovespa.

Bens Industriais
CódigoNomeEndividamento Total
VLID3Valid55,6%
CARD3Cardsystem48,1%
AZUL4Azul118,3%
Endividamento Total  do setor1,1
Comunicações
CódigoNomeEndividamento Total
VIVT3Telefônica34,9%
TIMP3Tim44,4%
Endividamento Total do setor39,65%
Consumo cíclico
CódigoNomeEndividamento Total
RENT3Localiza71,9%
ALPA3Alpargatas39,5%
GRND3Grendene9,39%
Endividamento Total do setor40,2%
Consumo não cíclico
CódigoNomeEndividamento Total
CRFB3Carrefour67,2%
PCAR4Pão de açúcar76,7%
Endividamento Total do setor71,95%
Materiais básicos
CódigoNomeEndividamento Total
DTEX3Duratex53,9%
SUZB3Suzano81,5%
GGBR3Gerdau49,6%
Endividamento Total do setor61,6%
Petróleo. Gás e Biocombustíveis
CódigoNomeEndividamento Total
PRIO3Petro Rio65,7%
UGPA3Ultrapar68,4%
Endividamento Total do setor67,05%
Saúde
CódigoNomeEndividamento Total
FLRY3Fleury65,4%
HAPV3Hapvida41,6%
Endividamento Total do setor53,5%
Tecnologia da Informação
CódigoNomeEndividamento Total
TOTS3Totvs29,9%
LINX3Linx30,1%
SQIA3Sinqia30,3%
Endividamento Total do setor30,1%
Utilidade pública
CódigoNomeEndividamento Total
TIET11AES Tiete81,3%
SAPR11Sanepar48,2%
CMIG3Cemig69,8%
Endividamento Total do setor66,4%

Fonte: GuiaInvest, dados de 08/04/2020. 

Indicadores de Estrutura de Capital x Ebitda

Geralmente as empresas mais alavancadas procuram buscar maior geração de lucratividade, para remunerar seus acionistas. 

O Ebitda é um indicador que mede o potencial de geração de caixa de uma empresa, quanto maior o Ebitda de uma companhia, mais ela consegue gerar de caixa, pagar dividendos e realizar investimentos para otimizar a lucratividade da empresa. 

Desta forma, quanto maior a geração de caixa de uma empresa mais ela procura se alavancar para gerar mais lucratividade.

Para exemplificar, buscamos como exemplo os resultados das operações referentes ao 4T19 de empresas inseridas no setor de consumo, demonstrando a relação do Ebitda com os Indicadores de Estrutura de Capital.

B2W Digital (BTOW3)

EmpresaB2W Digital
Ebitda247,6 M
Endividamento Geral64,28%

Centauro (CNTO3)

EmpresaCentauro
Ebitda298,9 M
Endividamento Geral70,2%

Lojas Americanas (LAME3)

EmpresaLojas Americanas
Ebitda1,3 B
Endividamento Geral77,8%

Observando a relação do Ebitda das empresas com o seu endividamento geral, percebemos que quanto maior a geração de caixa da empresa demonstrado pelo Ebitda, maior seu Endividamento Geral.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Vantagens dos Indicadores de Estrutura de Capital

Confira as vantagens dos Indicadores de Estrutura de Capital:

  • Permite a identificação do grau de risco de uma empresa;
  • Revela o nível de endividamento das empresas, relativo ao capital próprio e de terceiros;
  • Revela quando a empresa é dependente de fontes internas e externas de recursos.

Desvantagens dos Indicadores de Estrutura de Capital

Confira as desvantagens dos Indicadores de Estrutura de Capital:

  • Seu uso isolado pode trazer distorções;
  • Sua utilização é limitada em apenas averiguar a gestão de endividamento de uma empresa.

Conclusão

Os Indicadores de Estrutura de capital indicam a política de obtenção de recursos da empresa, demonstrando quanto a empresa é dependente em relação ao capital de terceiros.

Eles podem ser utilizado em sua Análise Fundamentalista, para te auxiliar na procura pela melhores empresas da bovespa.

Antes de começar a investir nas melhores ações da bolsa de valores e seu apetite a risco, descubra o seu perfil de investidor e faça uma melhor alocação dos seus ativos em sua carteira de investimentos.

Através dos Indicadores de Estrutura de Capital você irá deixar sua Análise Fundamentalista mais precisa, contribuindo para encontrar ações com potencial de valorização no longo prazo.

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais