O que são Commodities e Como Funciona o Mercado
| ,

O que são Commodities e Como Funciona o Mercado

Veja o que são commodities e como funciona o mercado brasileiro, suas vantagens e como investir de forma simples.

Por
Atualizado em 21/05/2020
Avalie esse texto

Commodities são mercadorias imprescindíveis para as nações.  Negociadas em escala global através da Bolsa de Valores, seu preço afeta diretamente a economia. 

Dentre os produtos de investimentos disponíveis no mercado financeiro, as commodities sempre ganham destaque nos noticiários.

Presentes em nosso dia a dia, as commodities têm um grande peso na economia mundial e seu preço causa efeitos na Bolsa de Valores.

As commodities são negociadas na B3 através do mercado futuro e podem trazer proteção de capital e ganhos vantajosos.

Porém, como é um investimento de risco, é recomendada para investidores experientes a fim de evitar perdas.

“Se a economia mundial melhorar, commodities será uma boa coisa para se investir…mas mesmo se a economia mundial não estiver bem, commodities ainda será um ótimo investimento.” – Jim Rogers 

Então, você está pronto para entender o que são commodities

Leia até o final e saiba como investir nestes produtos.

O que são Commodities

Commodities são matérias-primas básicas, produzidas em larga escala e que podem ser estocadas sem perder a qualidade.

Estes insumos são utilizados posteriormente na produção de produtos de maior valor agregado.

A palavra commodity vem do inglês e, em tradução livre, significa mercadoria.

O termo é usado para designar produtos como petróleo, café, soja, milho, ouro, dólar, entre outras.

As commodities são fundamentais para o mundo todo e, por isso, têm um grande peso na economia.

Sua negociação é realizada em escala global por meio das bolsas de valores.

Dessa forma, seu preço é definido de acordo com a oferta e procura, não sendo levado em conta a “marca” ou empresa que produz.

As principais características que determinam uma commodity são:

  • Produtos de origem primária;
  • Grande importância mundial;
  • Pequeno grau de industrialização;
  • Produção em larga escala;
  • Alto nível de comercialização;
  • Comercialização mundial;
  • Qualidade e características uniformes de produção;
  • Sem diferenciação de marca;
  • Podem ser estocadas sem perda de qualidade.
Banner will be placed here

Como funcionam as Commodities

Por serem produtos essenciais consumidos mundialmente em larga escala e com variação de preço, as commodities também são vistas como uma opção de investimento.

É possível investir em diferentes commodities através de contratos no Mercado Futuro.

Isso representa uma proteção contra as oscilações, tanto para produtores como para compradores, travando a cotação das mercadorias para um momento futuro.

O preço das commodities é determinado pelo mercado mundial e varia de acordo com a lei da oferta e demanda.

Assim, quando há pequena quantidade no mercado, seus preços aumentam. Já quando há uma grande disponibilidade, seu preço diminui.

Para as commodities agrícolas, os períodos de entressafra costumam fazer os preços subirem.

Além disso, o preço também pode variar com base nos custos de produção e paridade de exportação.

A indústria secundária compra as commodities, para fabricar produtos de maior valor agregado.

Como são matérias-primas, é comum que a indústria repasse os aumentos e quedas aos consumidores.

Tipos de Commodities

Existem 4 categorias de commodity mais populares, são elas: agrícola, ambiental, mineral e financeira.

Veja abaixo os principais tipos de commodities e os exemplos mais populares em cada categoria:

Agrícolas

Essa categoria é formada por produtos ligados ao agronegócio. Exemplos desse tipo são:

  • Soja; 
  • Milho; 
  • Café; 
  • Trigo; 
  • Açúcar; 
  • Suco de laranja; 
  • Algodão.

Ambientais

Relacionadas aos bens produzidos a partir de recursos naturais, como:

  • Água;
  • Madeira;
  • Créditos de carbono;
  • Energia (geração). 

Minerais

Reúne diversos minerais que são extraídos ou produzidos, além de outros recursos ligados à energia. Por exemplo:

  • Minério de ferro;
  • Petróleo;
  • Ouro;
  • Prata;
  • Alumínio;
  • Níquel;
  • Gás natural;
  • Etanol.

Financeiras

Nessa categoria estão os produtos financeiros básicos de uma economia, tais como:

Principais Commodities Brasileiras

Por conta da abundância de recursos naturais, o Brasil produz e exporta diversas commodities. Com destaque para as minerais, agrícolas e ambientais.

As commodities são responsáveis por cerca de 65% do total das exportações brasileiras. Só por isso já se pode ter uma ideia do seu peso para a economia do país.

Os produtos do agronegócio estão entre as principais commodities brasileiras.

Produtos como a soja, café e carne são os que proporcionam maior lucro.

Minérios de diversos tipos como, por exemplo, ferro, alumínio e petróleo também representam parte importante das receitas de exportação.

Em 2018, sete commodities responderam mais da metade do valor das exportações brasileiras.

Soja, óleos brutos de petróleo, minério de ferro, carne, celulose, açúcar e café renderam US$ 120,3 bilhões ao país, o equivalente a 50,2% do total exportado.

Apesar de vender as commodities, o Brasil está sujeito à decisão externa de preços de acordo com a demanda desses produtos no mercado mundial.

Se a demanda internacional por uma commodity está alta, o preço aumenta. Por outro lado, se ele diminui, quem produz acaba se prejudicando.

Ou seja, mesmo se a economia interna estiver boa, o Brasil pode ser afetado pela crise em outros países.

Na Bolsa de Valores, a alta na demanda global traz, normalmente, o aumento no preço e a redução da demanda mundial resulta, geralmente, na queda do preço da commodity.

Veja o que aconteceu com o aparecimento da pandemia de coronavírus.

A China é o principal comprador das commodities nacionais.

A queda nas exportações derrubou o valor de commodities do Brasil.

A economia interna também é afetada diretamente pelas oscilações do preço das commodities e quem mais sente isso são os cidadãos.

Se a cotação de determinada commodity aumentar internacionalmente, é provável que seu preço também suba no mercado interno.

As principais commodities listadas na B3 e negociadas diariamente no Mercado Futuro são:

  • Dólar;
  • Juros;
  • Índices;
  • Títulos do Tesouro;
  • Açúcar Cristal;
  • Boi Gordo;
  • Café Arábica 4/5;
  • Café Arábica 6/7;
  • Etanol Anidro;
  • Etanol Hidratado;
  • Milho;
  • Ouro;
  • Petróleo;
  • Soja.

Além disso, a B3 também possui o ICB (Índice de Commodities Brasil). Uma índice de um referência do desempenho nos investimentos em commodities.

O ICB é o resultado de uma carteira teórica de ativos que poderá ser composta por qualquer commodity que tenha um contrato futuro na B3.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Vantagens de Investir em Commodities

Os dados expressivos da exportação de matéria-prima no Brasil fazem do mercado de commodities uma alternativa atrativa de investimento.

A oscilação do preço das commodities  de acordo com a oferta e a demanda é uma oportunidades de ganhos para os investidores.

Em geral, eventos de alta volatilidade podem ser lucrativa para traders de curto prazo ou investidores especulativos.

Para os investidores que buscam proteção, o investimento em ouro pode ser um hedge útil durante uma crise.

Veja as principais vantagens de investir em commodities:

Diversificação

Para quem já investe em ações, as commodities podem fazer parte de uma estratégia interessante de diversificação do portfólio.

Afinal, tratam-se de insumos indispensáveis e utilizados no mundo todo.

Os retornos de commodities geralmente estão descorrelacionados com os de outras classes de ativos.

Proteção

Ativos como ouro e dólar funcionam como hedges, sendo capazes de acomodar as fortes oscilações de outros investimentos em renda variável e minimizar uma eventual perda em períodos de crise.

Alavancagem

Em contratos futuros, é possível operar grandes volumes financeiros sem precisar ter todo o capital.

Apenas com uma margem de garantia você pode ter resultados sobre uma quantidade muito maior e, assim, potencializar a probabilidade de ganhos.

Liquidez

Uma vez que movimentam um mercado ao redor do mundo, O investimento em futuros de commodities oferece alta liquidez.

É fácil comprar e vender commodities sempre que necessário.

Desvantagens de Investir em Commodities

Apesar das possibilidades de ganhos tanto em mercados de alta quanto de baixa e como forma de diversificar o portfólio, para investir em commodities é preciso conhecer bem esse mercado.

Depende de fatores externos

O valor das commodities depende fortemente da produção, demanda e da especulação. Consequentemente, os ganhos são afetados em qualquer uma destas variáveis.

Caso ocorra algum desequilíbrio das condições climáticas nas regiões onde são produzidas, como secas ou chuvas intensas, os preços tendem a sofrer variações bruscas.

Movimentos políticos, acordos comerciais, dependência dos preços do mercado internacional, tudo isso pode ser uma desvantagem de investir em commodities.

Conhecimento

Entender a dinâmica em torno do investimento em commodities não é tão simples.

A negociação é feita com derivativos conhecidos como contratos futuros.

O investimento em commodities é considerado de alto risco, não sendo recomendado para todos os perfis de investidores.

Como escolher a melhor Commodity

A melhor commodity para investir depende muito do seu perfil de investidor e conhecimento de mercado.

Seja para se tornar um investidor ou especulador de commodities, é fundamental acompanhar o mercado nacional e internacional e entender as características de cada ativo.

Como as commodities são produtos negociados globalmente, é comum que estes produtos sejam afetados pela economia internacional.

Guerras comerciais e mudanças na legislação de outros países são alguns exemplos que podem afetar diretamente no retorno do investimento.

Antes de optar por uma das opções de commodities disponíveis nos contratos futuros da B3, conheça os países compradores e sua economia.

Pois, caso aconteça algum problema em suas economias, isso afetará o mercado brasileiro e a cotação desses produtos. 

Como investir em Commodities

A negociação de commodities é feita sob a forma de contratos no chamado mercado futuro, na Bolsa de Valores Brasileira.

O mercado futuro funciona como um contrato de compra e venda a um preço e um período de validade.

Assim, ao chegar no vencimento, o investidor recebe pelos ganhos ou paga pelas perdas, conforme a variação da cotação.

Negociar contratos no mercado futuro é uma estratégia de hedge, ou seja, uma proteção contra as grandes oscilações nos preços.

Dessa forma o produtor “trava” preço e diminui seus riscos, caso aconteça uma grande oscilação. Já o comprador pode ganhar se o preço subir.

A negociação das commodities é semelhante a de qualquer outro ativo de renda variável.

As ordens de compra e venda são feitas por meio do Home Broker.

Veja o passo a passo para investir em commodities:

Passo 1. Descubra seu Perfil de Investidor

Antes de começar a investir, é essencial fazer o Teste de Perfil de Investidor para descobrir os riscos que está disposto a correr em função da rentabilidade.

Sabendo o seu perfil, saberá quais os investimentos que melhor se encaixam nas suas características e objetivos.

Passo 2. Escolha uma Corretora e abra sua conta

Investir em corretoras independentes é mais vantajoso do que investir pelo banco.

Nas Melhores Corretoras de Valores as taxas são mais baixas e o leque de opções de investimentos é maior.

Muitas delas disponibilizam a abertura de conta pela internet, direto no site da corretora.

Passo 3. Selecione a Commodity que Investirá

Cada tipo de Commodity apresenta características únicas. Escolha aquela que mais se adequa ao seu perfil.

Passo 4. Transfira o Dinheiro

Faça uma transferência da sua conta corrente para a sua conta da corretora.

Passo 5. Faça a Aplicação

Abra o Home Broker e invista na Commodity escolhida.

Passo 6.  Aguarde o momento para sacar

Ao final do contrato é feita a apuração de perdas e ganhos.

Quer Investir em Boas Ações? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com as 3 Ações para Investir por 10 Anos.

Commodities Vale a Pena?

Commodities são ativos tradicionais e bem consolidados no Brasil, negociados na Bolsa de Valores em forma de contratos futuros.

Como são indispensáveis, movimentam grandes volumes pelo mundo, elevando também as possibilidades de lucro.

Para entender a importância das commodities basta pensar na participação destes tais insumos no seu dia a dia.

Seja no seu cafezinho, no pão, no suco de laranja, no combustível do seu carro.

Há basicamente dois perfis de investidores que investem em Commodities:

Aquele que busca ter ganhos com as oscilações das commodities no mercado futuro, o chamado especulador.

E aquele que busca proteção contra crises e diversificação da carteira.

Em geral, as commodities são recomendadas para 

investidores experientes, que já investem em outros ativos de renda variável e buscam diversificar seu portfólio.

Portanto, antes de investir em commodities é necessário conhecer seu perfil de investidor para fazer uma boa alocação de ativos e se expor a um nível adequado de risco.

Descubra o seu perfil através deste teste online de perfil e receba uma sugestão de ativos para a sua carteira.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais