A exatamente um ano era a vez de Porto Alegre entrar em lockdown devido a chegada de um novo vírus, repetindo o que já vinha acontecendo mundo afora e em outras cidades brasileiras que já haviam sido atingidas.

De lá para cá, muita coisa mudou.

Se na época o risco de contágio era baixo, o medo do vírus era alto, exatamente o contrário do que ocorre hoje.

Desde então muitas empresas se adaptaram a modalidade de home office, pessoas se obrigaram a comprar mais pela internet para evitar saídas desnecessárias e muitos poupadores que estavam nas mãos dos bancões começaram a se sofisticar, migrando parte do capital para a bolsa de valores.

Milhões de pessoas entraram na bolsa.

Os bancos centrais, que já estavam com balanços expandidos antes da pandemia, mandaram às favas os bons modos monetaristas, de maneira que a quantidade de dinheiro em circulação no mundo não possui nenhum precedente na história.

Além de se evitar o pior, ficou difícil apostar contra o mercado financeiro com tanta liquidez.

Em meio a pandemia, vimos as bolsas de valores subindo e batendo recordes no mundo inteiro. No Brasil não foi diferente.

As vacinas chegaram e o ano de 2021 começou com uma esperança de volta à normalidade.

De fato, vendo março se encaminhando para o final, vemos que os países que avançaram na questão da vacinação já estão reduzindo o número de mortes e hospitalizações e, consequentemente, a atividade econômica vai retomando.

Com a atividade mais aquecida se reflete em pressão inflacionária e necessidade de alguma normalização das condições monetárias.

Vimos que as últimas semanas foram marcadas pela escalada dos yields dos treasuries americanas, que é o juro que se paga por um título público com taxas prefixadas nos Estados Unidos. 

Isso puxa um fluxo grande de dinheiro para lá, o que obviamente faz com que o dólar suba e que as bolsas de valores caiam.

→Como Investir no Cenário Econômco Atual? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização no Brasil.

Por aqui, estamos voltando a subir juros depois de quase 6 anos e indo para o nosso quarto Ministro da Saúde em um ano.

Esperamos que a vacinação emplaque de uma vez, para que todos estejam em segurança e a atividade retome o mais breve possível.

Enquanto há neblina na nossa frente, existe um prêmio de risco favorável para investimento em bolsa.

Se por um lado as techs são as grandes beneficiadas da pandemia, setores tradicionais, que sofreram mais, ficaram para trás e hoje estão gritando para serem comprados.

O value investing clássico está mais vivo do que nunca.

Compre ações de boas empresas a preços razoáveis. Seja paciente.

Não sou eu quem acredito nisso, mas sim o bom velhinho Warren Buffett.

Quem somos nós para discordar?