As Americanas são uma holding com mais de 90 anos de história, considerada uma das maiores varejistas do país.

Por meio de uma plataforma física e digital, a companhia oferece uma diversidade de produtos e serviços. 

Entre as principais marcas da companhia estão as Americanas.com, Submarino, Shoptime, Sou Barato, Ame Go, Ame, Let’s e a +AQUI.

Veja neste artigo quais são os principais diferenciais das Americanas, as estratégias implementadas pela empresa, seu ambiente competitivo e os catalisadores das ações AMER3.

Leia até o final e descubra se a ação AMER3 vale a pena.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

O que são Americanas

As Americanas são uma plataforma de inovação tecnológica com grande representatividade no varejo brasileiro.

A companhia está listada no segmento Novo Mercado de Governança Corporativa, e suas ações são negociadas pelo código AMER3.

Avaliada em R$ 24,2 bilhões, aproximadamente 65,8% (ON) do seu capital social é negociado livremente na Bolsa de Valores brasileira.

História das Americanas

A história das Americanas iniciou com a constituição das Lojas Americanas em 1929 em Niterói, no Rio de Janeiro, pelos norte-americanos John Lee, Glen Matson, James Marshall e Batson Borger.

Em 1982 os sócios do Banco Garantia, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira, entraram na composição acionária da empresa como controladores.

No final da década de 90, a companhia iniciou a venda de produtos por meio da internet, com a inauguração da plataforma digital Americanas.com.

Os anos posteriores à inauguração das Americanas.com, foram marcados pela expansão da companhia com a inauguração de lojas no modelo “Americanas Express” e com o lançamento de quiosques das Americanas.com nas lojas físicas.

Para reforçar a estratégia de expansão da plataforma digital, foi criada a subsidiária B2W como resultado da fusão entre as Americanas.com e o Submarino.

Em 2013, foi criado o quarto centro de distribuição da companhia, em Uberlândia, no estado de Minas Gerais.

Logo mais, em 2014, foi iniciado um intenso plano de expansão e a criação da +AQUI, plataforma responsável pela gestão e promoção de serviços das Americanas.

Em 2017, as Americanas passaram a fazer parte do marketplace da B2W, o que contribuiu para o fortalecimento da companhia no mundo online.

Posteriormente, a B2W migrou para uma plataforma digital híbrida que combinou o melhor do 1P, 3P e serviços digitais.

Em 2019, foi criado o modelo de loja Ame Go, permitindo que os clientes comprem os produtos sem fila e sem checkout.

O ano seguinte foi marcado pela combinação de negócios entre a B2W e as Lojas Americanas, que resultaram na constituição das Americanas.

Confira os principais acontecimentos que marcaram a história das Americanas ao longo dos anos:

1929Constituição das Lojas Americanas.
1982Sócios do Banco Garantia detém o controle da companhia.
1999Criação das Americanas.com.
2006Fundação da B2W Digital.
2008Inauguração do novo centro de distribuição da B2W.
2010Expansão internacional da ingresso.com para o Chile.
2011Lançamento do site SouBarato.
2013Lançamento do marketplace.
2014Aumento de capital de R$ 2,38 bilhões.
2017Abertura do canal Shoptime para o marketplace.
2020Aquisição do supermercado Now.
2021Fusão entre B2W e as Lojas Americanas.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Estrutura Organizacional Americanas SA

Confira abaixo a estrutura organizacional das Americanas e seus membros.

AdministraçãoMembro
Diretor Presidente e Diretor de RIMiguel Gomes Pereira Sarmiento Gutierrez
CEO da Plataforma FísicaJosé Timótheo de Barros
CEO da Plataforma de Inovação e FintechAnna Christina Ramos Saicali
CEO da Plataforma DigitalMarcio Cruz Meirelles
ConselhosEspecialista do Setor
AdministraçãoEduardo Saggioro Garcia
FiscalVicente Antonio de Castro Ferreira
ComitêsEspecialista do Setor
AuditoriaPaulo Veiga Ferraz Pereira

Como AMER3 Lucra?

As Americanas lucram com a venda de mercadorias tanto por meio de suas lojas físicas quanto pelo meio digital.

De forma complementar, a companhia obtém receita oferecendo serviços de tecnologia, transporte, entre outros. 

Atualmente, a companhia opera os seguintes formatos de lojas:

  • Tradicional;
  • Express;
  • Conveniência (Local);
  • Ame Go;
  • Digital.

De acordo com o modelo estratégico, o driver de crescimento da companhia consiste em 3 horizontes. Veja a seguir:

Modelo Estratégico das Americanas
Fonte: RI Americanas

No segmento digital, a companhia utiliza o modelo de Vendas Diretas (1P) e Marketplace (3P).

Apenas em 2021, o Gross Merchandise Volume (GMV) das Americanas totalizou R$ 55,3 bilhões, o que corresponde a um aumento de 32,8% em relação ao mesmo período de 2020.

Grande parte desse crescimento está atrelado ao crescimento das vendas dos sellers no marketplace das Americanas.

Atualmente, as Americanas já contam com uma base de 122 mil sellers em seu marketplace.

Quando comparada com suas principais concorrentes, a companhia foi a varejista que mais se destacou no crescimento da receita.

A receita líquida das Americanas cresceu a uma taxa anual composta de 51,8% nos últimos 3 anos. Veja a seguir:

Gráfico do Histórico da Receita Líquida das Americanas
Gráfico do histórico da receita líquida das Americanas. Fonte: GuiaInvest

Além disso, após a fusão com a B2W Digital, as Americanas lucraram R$ 730,2 milhões no 2º semestre de 2021. Veja a seguir:

Gráfico do Histórico do Lucro Líquido das Americanas
Gráfico do histórico do lucro líquido das Americanas. Fonte: GuiaInvest

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Concorrentes das Americanas

Os principais concorrentes das Americanas são grandes empresas atuantes no setor de e-commerce nacional. Veja a seguir:

EmpresaTickerValor de Mercado
Mercado LivreMELI34R$ 252,6 B 
Amazon BrasilAMZO34R$ 7,3 T
Magazine LuizaMGLU3R$ 38,4 B
Via VarejoVVAR3R$ 5,0 B

Fonte: GuiaInvest

Vale lembrar, que a companhia também está presente no segmento de hipermercados competindo com grandes empresas como Carrefour, Rede Big, Pão de Açúcar e Extra.

Vantagens Competitivas

  • Plataforma com múltiplas marcas;
  • As operações da companhia estão concentradas na região Sudeste do país;
  • Diversidade de produtos.

Desvantagens Competitivas

  • Aumento da concorrência.

Participação de Mercado das Americanas 

No e-commerce nacional, a participação de mercado das Americanas é de aproximadamente 13% considerando o número de acessos. Veja a seguir:

EmpresaParticipação de Mercado
Mercado Livre30%
Americanas13%
Amazon Brasil12%
Magazine Luiza11%
Shopee9%
Outros25%

Fonte: Conversion/Fev 2022

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

Desempenho Ações AMER3

Os principais catalisadores das ações das Americanas são a expansão do nível de renda do consumidor, menor taxa de inadimplência e nível de emprego.

As ações das Americanas (AMER3) entregaram uma desvalorização de -56,0% contra baixa de -10,7% do Ibovespa. Veja no gráfico a seguir:

Gráfico das Ações AMER3
Gráfico do desempenho diário da ação AMER3. Fonte GuiaInvest

Americanas Vale a Pena Investir?

As Americanas vêm entregando um ótimo desempenho operacional, principalmente no segmento online, com o crescimento expressivo do marketplace.

Além disso, a combinação das operações entre as Lojas Americanas e a B2W Digital, gerou grandes ganhos de sinergia.

Entretanto, os investidores devem estar atentos aos indicadores macroeconômicos como a alta taxa Selic e a inflação descontrolada, que podem pressionar as vendas da companhia.

Portanto, é recomendável aguardar o time ideal para investir nas ações da companhia.

Se você quer investir em ações com ótimos fundamentos e que estão sendo negociadas com desconto em relação ao seu preço justo, garanta a sua vaga na minha Carteira Ações para a Vida e receba o meu acompanhamento.

Mas se preferir investir por conta própria, baixe o checklist de 5 critérios para analisar uma ação, tenho certeza que vai lhe ajudar a tomar uma decisão mais assertiva.

Informe o DDD + 9 dígitos

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.